[ editar artigo]

#misturando 02: as cores, as áreas humanas e a vida

#misturando 02: as cores, as áreas humanas e a vida

Olá, universitáries de todo o Brasil, como vocês estão? 

Esse é o segundo post de uma nova coluna na comunidade que eu e a Julia Vizotto resolvemos criar. Aqui, no #MISTURANDO, nós vamos apresentar os dois lados da moeda de muitos assuntos do mundo universitário, mostrando que eles podem ser mais complementares do que parecem.

Nós já publicamos o primeiro post e você pode encontrá-los aqui:

Área humanas

Áreas exatas/biológicas

Nesse segundo post, vamos trazer para vocês como organizamos os textos e exercícios para preparação de aulas na universidade, tanto nas humanas, como nas exatas e, também, nas biológicas.

Aqui, você lerá nossos apontamentos sobre as humanas e, no perfil da outra colunista, poderá acessar sobre a outra área. 

Esperamos que vocês gostem e, agora, com vocês…

A organização de materiais nas humanas!

Clap Applause GIF by TWICE

Vejamos, não é novidade para ninguém que os cursos de humanas possuem muuuuuuita leitura. É livro, artigo, dissertação, redação e ensaios de debate para mais de metro haha!

Mas, se são tantos conteúdos assim, o que fazer para dar conta de tudo?

A resposta, leitores e leitoras, é a seguinte:

NÃO TEM COMO!!

Sei que parece realmente confuso falar isso em um post sobre organização, mas siga minha linha de raciocínio:

Considerando que você tem 6 matérias (o que geralmente acontece só nos primeiros semestres e olhe lá) e, em cada matéria, você tem entre 30 e 40 páginas de leitura por semanas, isso dá algo em torno de…

180 a 240 páginas por semana

É praticamente um livro só de leitura que os professores classificam como obrigatória.

Isso sem falar das leituras secundárias e dos textos adicionais.

Dito isso, minha função aqui é te ajudar a aproveitar da melhor maneira possível todos esses conteúdos e otimizar sua leitura.

Vamos às dicas??

join me GIF by ZDI talents

  • Dica número 1: Preste atenção nas dicas de seu professor (a)

Geralmente, durante as aulas, os professores deixam no ar aquelas coisas que são mais importantes. 

Às vezes eles até deixam claro, mas quando isso não acontece, pode ter certeza que aqueles assuntos que eles mais falam são os que mais serão cobrados futuramente.

Esteja sempre atento para fazer anotações durante as aulas sobre essas dicas para entender quais são as teorias ou os assuntos mais importantes de determinada matéria.

Acredite em mim, vai ficar mais fácil de estruturar seus estudos se você conseguir entender isso.

  • Dica número 2: Determine prioridades

Agora é a hora de você consultar as anotações que fez durante as aulas. Em casa, revise essas anotações e, então, defina suas prioridades de leitura.

Nesse momento, é importante que você se atente aos trabalhos e às avaliações que estão mais próximos, para não correr o risco de perder as datas e acabar esquecendo de se preparar para as provas (se estudando o negócio já é difícil, imagine sem estudar haha)

Depois que você separou o que é prioridade em seus estudos, é hora de reservar alguns dias para estudar esse conteúdo. 

Nesse momento, leve em consideração a forma que você gosta de se preparar para testes: se você prefere estudar uma semana ou três dias antes. Tudo depende da sua organização. Por isso, deixe um dia ou mais agendado para que você possa dar conta dessas pautas com mais urgência.

  • Dica número 3: Estipule metas de páginas por dia

Depois que você definiu quais são suas urgências, é hora de encontrar uma forma de conseguir trabalhar com elas. Baseado no que você tem de mais importante, defina exatamente quantas páginas você precisa ler por dia para dar conta do essencial.

Esse cálculo deve ser feito baseado na quantidade de dias e de páginas que você tem, mas é importante que você gerencie suas leituras para que elas fiquem confortáveis.

Por exemplo, se você tem algo em torno de 50 páginas de conteúdo para avaliação em uma disciplina e mais 30 de outra matéria para ler em quatro dias, você pode deixar 20 páginas para cada um dos quatro dias, ou pode pegar mais pesado e ler em dois. Tudo depende de como você lê e do tempo que você tem.

(São muitas infos de uma vez só, né não? Por isso, faço aqui uma pausa em nossa programação para te dar um tempo de respirar e beber uma água!! 

Inclusive, se você ainda não tem certeza sobre os benefícios desse recurso natural, te aconselho a ler este artigo do Matheus que fala exatamente sobre isso.)

thirsty water GIF by Chloe x Halle

(Terminado o período de descanso e de propaganda, voltemos à programação normal!)

  • Dica número 4: Faça resumos / fichamentos de suas leituras 

É muito importante que você não somente leia, mas se aproprie de métodos que facilitem a compreensão das diversas teorias com as quais você vai se deparar. Aqui, volto a bater na mesma tecla: utilize que o é melhor para você. 

Não importa se você vai fazer resumos, mapas mentais ou fichamentos. O importante é que você passe para o papel ou computador as partes e as ideias principais do que está lendo.

Dessa forma, você terá ter uma visão do assunto principal e poderá usar essas anotações para uma futura revisão.

Além disso, pode ser que o mesmo livro ou artigo seja utilizado novamente mais adiante ou, também, pode ser que ele acabe entrando nas leituras de uma outra matéria. Se isso acontecer, você terá guardado um documento sobre ele e poupará o tempo de ler novamente!! (Tem coisa melhor que essa? haha)

  • Dica número 5: Busque por mapas mentais

Quando as leituras se acumulam, você também pode procurar por resumos ou mapas mentais na internet ao invés de fazer os seus próprios. Claro que seu entendimento não será o mesmo, mas saiba que essa é uma opção em momentos mais caóticos.

Você pode dar uma pesquisada em alguns perfis do Instagram sobre a área do seu curso ou entrar em contato com alguns veteranos para saber se eles passaram pelas mesmas leituras e se possuem resumos sobre elas.

Algo super legal também é você tirar algumas dúvidas com eles caso não esteja conseguindo compreender os conteúdos.

  • Dica número 6: Faça leitura conjunta com seus colegas

Ainda seguindo a direção da dica anterior, algo muito bom a se fazer é dividir as leituras.

Quando há muitos materiais diferentes, você pode combinar com seus amigos de cada um ler um material e sintetizar as ideias dele. Depois, vocês podem marcar um dia para se reunirem (ou fazer call nesse período de pandemia) e cada um explicar sobre o que leu.

Dessa forma, não fica pesado para ninguém e todos conseguem ter uma noção do que será passado nas aulas.

Outra dica é vocês marcarem debates sobre um livro ou artigo em específico para que cada um compartilhe suas interpretações. Assim, vocês poderão aumentar o nível de entendimento e ainda aprender a defender seus argumentos.

DICA BÔNUS 

Quando as leituras são mais densas, eu gosto bastante de utilizar uma ferramenta do Microsoft Edge. Ao abrir PDFs nele, você pode ativar a leitura em voz alta e, ainda, controlar a velocidade.

Porém, ao fazer isso, é importante que você acompanhe o texto enquanto escuta a leitura, pois assim você mantém o foco e consegue prestar mais atenção em todo o conteúdo.


Entãoooo… chegamos ao final desse segundo post do #MISTURANDO.

Nós sabemos que cada um encontra sua própria maneira de se organizar e manter controle sobre o que foi feito e o precisa fazer.

Por isso, me diga: você usa algum app, extensão do google ou tem algum método específico?

Se sim, conte abaixo nos comentários o que tem funcionado para ti!!

Aproveitando a deixa, ficamos muito felizes por sua leitura e esperamos te ver novamente novamente no próximo post da coluna, daqui duas semanas.

E, claro, não se esqueça de dar uma lida no post complementar a esse :)

Go Dragons Den GIF by CBC

Comunidade do Estágio
Jeanne Delava
Jeanne Delava Seguir

Uma estudante de Relações Internacionais apaixonada pela simplicidade, pelo mundo ao seu redor e pela troca de experiências. O que você tem para me contar hoje?

Ler conteúdo completo
Indicados para você