[ editar artigo]

3 lições que podemos aprender com HOMECOMING - A film by Beyoncé

3 lições que podemos aprender com HOMECOMING - A film by Beyoncé

Não sei vocês, mas eu não conheço UMA pessoa que, independente do gosto musical, discorde que a Beyoncé é uma das maiores artistas vivas.

E não que ela precise mas, em 2018, provou isso mais uma vez.


Naquele ano, a cantora foi headliner em um dos maiores festivais de música dos Estados Unidos, o Coachella.

O processo de desenvolvimento do show (e que show, meus amigos!) se tornou um filme chamado "Homecoming", disponível na Netflix, em que a própria Beyoncé foi roteirista, diretora e produtora executiva

O filme ganhou o GRAMMY de Melhor Filme Musical.

Nele podemos acompanhar os bastidores dos ensaios e toda a preparação para o grande dia da apresentação. Além disso, também vemos a Bey de forma bem diferente do que estamos acostumados. Não como aquela máquina de performance, mas como um ser humano portador de inseguranças, dúvidas, desejos e tudo mais.


Seguem 3 grandes lições que o filme nos dá e que podemos trazer para a nossa vida profissional:

[ALERTA, SPOILER!]

O sucesso requer sacrifícios

Quando começou o desenvolvimento do show, Beyoncé havia dado a luz há pouquíssimo tempo aos seus filhos gêmeos Sir e Rubi. A gestação havia sido de alto risco e bem complicada, por isso a recuperação também acabou sendo sofrida.

Por não estar 100% recuperada, a cantora teve dificuldade com a resistência física enquanto ensaiava as coreografias, precisando que se dedicar muito mais e levando mais tempo para alcançar o nível que ela gostaria. 

A Bey precisou sacrificar seu desejo de estar com os filhos para ensaiar, o que foi algo bem doído para ela.

"O que as pessoas não vêem é o sacrifício."

Para que sejamos capazes de fazer grandes coisas, precisamos abrir mão de outras, o que pode nos causar tristeza e até mesmo sofrimento.

Por isso, muitas vezes, deixamos pra lá.

O sacrifício nos tira da nossa zona de conforto, incomoda e dá raiva, mas nos possibilita alçar vôos extraordinários.

Agora, me diz, o quanto você está dispostx a sacrificar para alcançar os seus sonhos?

Os detalhes fazem toda a diferença

No filme, a Bey deixa claro que cuida de cada mínimo detalhe da apresentação, desde a escolha dos dançarinos até a escolha do material ao qual a escada será feita.

E cada um desses detalhes possui uma intenção.

Antes do Coachella, a cantora já havia feito apresentações gigantescas para grandes públicos e ainda assim, ela busca se atentar aos detalhes como se estivesse fazendo pela primeira vez.

"Não importa quantos meses e quantas vezes fizemos isso. Sempre há algo que podemos melhorar."

Nós sabemos que é nos detalhes que vemos se um trabalho foi ou não bem feito, mas será que temos dado a devida atenção a eles?

*Pense nisso.

É preciso ter propósito

A Beyoncé foi a primeira mulher afro-americana a ser headliner do Coachella e levou para o palco do festival um show repleto de ancestralidade, representatividade e muita tradição.

Ela tinha um propósito muito claro: inspirar.

Mostrar a outras pessoas negras o quanto eles são lindos, poderosos e capazes de fazer coisas extraordinárias. Não só os espectadores, mas também a sua equipe, composta majoritariamente por pessoas pretas.

“O meu trabalho, de alguma forma, é deixá-los curiosos, se conscientizarem de si mesmos. É isso que me encoraja a encorajá-los. E farei isso a todo custo. Eu queria que todas as pessoas que foram rejeitadas por causa da aparência se sentissem naquele palco. Mandando bala.”


Quando buscamos uma vaga de estágio é fundamental termos plena consciência de quais são os nossos propósitos (olha o autoconhecimento, aí!) e quais são os propósitos da empresa a qual iremos nos candidatar. 

O propósito é aquilo que nos move.

E mesmo que você acredite que é super adaptável, a chance de você ser infeliz em uma empresa que não têm o mesmo propósito que o seu é enorme!

Por isso, não saia aplicando para 859142326 vagas sem pesquisar a empresa antes e ter certeza de que vocês possuem propósitos em comum.

Eu sei que muitas vezes o momento de aperto não nos permite escolher muito, mas se você puder faça isso. Sério, é importante!
 


Caso você ainda não tenha assistido "Homecoming", VÁ ASSISTIR! Garanto que você vai ficar assim:



Outras postagens da autora:
POSE e a importância da diversidade LGBTQIA+ no mercado de trabalho
Universitário com boa saúde mental: é possível ou é meme?

Comunidade do Estágio
Eduarda Cavalcante
Eduarda Cavalcante Seguir

Sou graduanda em psicologia e tenho três grandes paixões: as pessoas, a comunicação e a educação.

Ler conteúdo completo
Indicados para você