Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

Como trabalhar a inteligência emocional? - Um guia para além de "contar até 10"

Como trabalhar a inteligência emocional? - Um guia para além de "contar até 10"
Jeanne Delava
fev. 1 - 5 min de leitura
5 Curtidas
2 Comentários
0

"Vá bem na faculdade!! Consiga um estágio!! Tenha bons relacionamentos!! Tire um tempo para você!! Faça exercício físico!! Estude idiomas!!" e por aí vai...

Happy Peanut Butter GIF by Jif

Ufaaaaa, eu cansei só de escrever.

Agora imagina ter que lidar com tudo isso ao mesmo tempo, como se cada uma dessas "tarefas" fosse um prato se equilibrando em nossas mãos.

Difícil, né?

Ter uma rotina de estudos, trabalhar ou procurar um estágio, manter as amizades e cuidar da saúde parece ser muita coisa para um dia que tem (apenas) 24 horas.

Por isso, o meu primeiro recado aqui é o seguinte: faça o que você consegue!

Tudo é bom na medida certa. Adrenalina, pressão e muitas atividades fazem bem, principalmente para quem é ligado no 220V (igual euzinha aqui).

Porém, com o passar dos meses e dos anos, vamos conhecendo os nossos limites.

Assim, temos consciência de até que ponto podemos ir e até que ponto pode ser prejudicial para nós e drenar toda nossa energia e saúde mental.

Dito isso, vamos conversar um pouco sobre a famosa inteligência emocional e sobre como podemos desenvolvê-la na nossa rotina.

Streaming Riot Games GIF by Honda

Quando a gente fala sobre inteligência emocional, um nome que sempre vem à tona é o de Daniel Goleman.

O livro que ele lançou (Inteligência emocional: a teoria revolucionária que define o que é ser inteligente) é muito conhecido pelos ensinamentos que trouxe.

E, para deixar bem definido o que é a IE, antes de prosseguirmos, vou deixar aqui aqui o conceito dele. Para goleman, inteligência emocional é:

“A capacidade de identificar nossos próprios sentimentos e dos outros, de nos motivarmos e gerirmos os impulsos dentro de nós e em nossos relacionamentos”.

Ou seja, lidar com nossas emoções e as dos outros é o que está no centro da IE.

Porém, a gente sabe que essa tarefa não é nem um pouco fácil (as 5 emoções da Riley de "Divertidamente" estão aí para nos mostrar como pode ser totalmente caótico).

E, para ajudar, essa fase da vida pela qual estamos passando tende a ser muito desafiadora.

Às vezes é a entrada no mercado de trabalho, cuidar da própria casa ou lidar com coisas do passado, temos a impressão de que a cada momento fica mais difícil entedermos o que está acontecendo.

Por isso, eu selecionei algumas coisas importantes para aprendermos a identificar nossas emoções e irmos, aos poucos, melhorando nossa IE, sempre se lembrando de que esse processo é contínuo. 

Vamos nessa??

Anxious GIFs | Tenor

Observe, anote e fale sobre suas emoções

Quando nós não sabemos o que estamos sentindo fica mais difícil de entender. Por isso, é muito importante olharmos com atenção para nossas emoções ao longo do dia.

Com essa obervação, passamos a ter mais consciência de quais sentimentos passam pelo nosso corpo.

Também é importante anotarmos o que vamos aprendendo, como uma forma de deixar registrado e poder analisar com mais calma futuramente.

Além disso, também devo dizer que, além de fazer anotações, faz muito bem verbalizar o que você está sentindo e observando.

Seja para alguém que você confia ou durante a terapia, falar sobre as emoções nos ajuda a analizar e entender melhor o que estamos sentindo.

Viva o momento presente

Bom, nós sabemos que vivemos em uma vida muito agitada. Também se fala bastante sobre o piloto automático, onde raramente paramos para observar nosso corpo e o que está ao nosso redor.

Por isso é tão necessário termos o costume de simplesmente parar e dar uma respirada.

Nós temos a opção de meditar, praticar mindfulness, contemplar a natureza, entre outras. O que importa é ter essa parada para se acalmar e se observar.

(Caso você queira ler mais um pouco sobre isso, tem um artigo meu aqui na CE falando sobre isso, só acessar aqui.)

Anxious GIFs | Tenor

Mantenha seu corpo em movimento

Mas calma que não precisa, necessariamente, fazer exercício físico.

Você pode dançar, fazer yoga ou praticar alguma arte marcial, depende do que você gosta.

O importante é se movimentar, aliviar a tensão e trazer mais bem-estar à nossa vida.

Escolha suas batalhas

Às vezes, algumas situações nos trazem uma carga emocional muito grande. Por isso, é importante refletirmos sobre a real necesidade de passarmos por ela.

Você pode fazer algumas perguntas sobre o que está sob seu controle, o que você pode mudar e, ainda, se vale a pena de se envolver naquela situação.

Pernsar sobre isso pode te livrar de momentos tensos e que poderiam ser evitados. Lembre-se: faça o que você consegue!

Choice GIFs - Get the best GIF on GIPHY

Faça atos de serviço

Nós também nos sentimos muito bem quando ajudamos quem está ao nosso lado. Sabe aquela ideia do trabalho de formiguinha sobre fazer o bem? É mais ou menos isso!

Você pode auxiliar um colega, um familiar, ou alguém que você não conhece. Esses atos genuínos aumentam o ciclo do bem e nos traz uma sensação de envolvimento com algo maior.

Mantenha uma rotina organizada

Não é sempre que conseguimos, mas fica mais fácil de lidar com as adversidades quando temos estruturado o que precisamos fazer e quando, exatamente, vamos executar.

Assim, também fica mais fácil de encaixarmos coisas que gostamos de fazer e que nos fazem bem.


E aí, o que você pensa sobre essas dicas? Tem alguma delas que você já costuma praticar? Quão importante você acreditar ser a inteligência emocional?

Conte para mim, eu vou adorar saber :)


Denunciar publicação
5 Curtidas
2 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você