Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

O que o lançamento de um foguete tem a ver com educação?

O que o lançamento de um foguete tem a ver com educação?
Leonardo Pimentel
jul. 31 - 4 min de leitura
4 Curtidas
1 Comentários
0

 

Caso você tenha adormecido durante essa última década e não conhece a SpaceX ou o Elon Musk, vou te dar um breve resumo.

A SpaceX é uma empresa totalmente inovadora que criou um novo mercado, o de sistemas aeroespaciais e de serviçso de transporte espacial. Fundada pelo próprio, Elon Musk. Tem o objetivo final de colonizar Marte. E o princípio fundamental deles é a redução de custos de transporte espacial através do reaproveitamento de foguetes.

Elon Musk, é um empreendedor muito famoso e de muito sucesso. Ele fez parte, indiretamente, da fundação do PayPal. Logo depois disso, criou a SpaceX e a Tesla Motors. Atualmente, é um dos homens mais ricos do mundo e empreendedor de grande sucesso. 

No dia 30 de maio, a SpaceX lançou pela primeira vez seu foguete com uma tripulação, à caminho da Estação Espacial Internacional.

Foi um momento histórico pois foi a primeira vez que uma agência não governamental realizou esse tipo de lançamento, fora que toda a estrutura de lançamento e metodologia da SpaceX é diferente de tudo que já foi visto, e não vou entrar muito no quesito técnico por aqui.

A questão disso tudo foi durante o discurso do Elon Musk e do Jim Bridenstine, Diretor Executivo da NASA.

Eles tiveram um discurso muito bem alinhado focados não só no momento histórico de lançamento do foguete e de parceria das duas organizações, mas voltado para educação.

Eles tiveram uma sintonia muito grande em focar todos o seu discurdo para a inspiração de crianças e jovens, mostrando que a ciência e o espaço são universos completamente novos e há imensas possibilidades de desenvolvimento e carreira.

E que nós, não apenas astronautas ou executivos, mas profissionais como um todo, precisamos cada vez mais inspirar os jovens à se desenvolverem em suas carreiras e em suas vocações, desde à infância.

Explorar cada vez mais todas as habilidades e inteligências de um ser humano e não apenas focar naquilo que o mercado diz que é certo, ou que sua família diz que é certo.

Howard Gardner, psicólogo da Escola de Educação de Harvard, através de um livro chamado Frames of Mind, de 1983 - foi justamente seguindo essa linha de raciocínio, e para dar um tapa na cara da sociedade, mostrou de forma clara através de estudos científicos que o QI está longe de ser a única inteligência existente e que precisa ser metrificada.

Ele e sua equipe encontraram mais de VINTE aptidões diferentes que são importantes para a vida, acima e além do QI. Tais como: liderança, capacidade de manter relações, resolução de conflitos, inteligência intrapessoal, inteligência interpessoal e muitas outras.

A conclusão que Gardner consegue retirar disso tudo é que a maior contribuição que a educação pode dar ao desenvolvimento de uma criança é ajudá-la a escolher uma profissão onde possa melhor utilizar os seus talentos e onde ela será feliz e competente. Deveríamos gastar menos tempo avaliando crianças, mas sim ajudando-as a identificar suas aptidões e dons naturais.

Inspirem seus amigos e principalmente as crianças que você tem contato a explorar cada vez mais seus talentos e gostos pois só assim conseguiremos cada vez mais conectar pessoas com seus verdadeiros propósitos de vida, extraindo seu melhor potencial, criando assim um mundo melhor. :)


Denunciar publicação
4 Curtidas
1 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você