[ editar artigo]

O quanto somos influenciados?

O quanto somos influenciados?

 

Continuando a reflexão do último post.

Será que conseguiremos imaginar um futuro melhor se não tiver bons inputs para imaginar ele?

Digo isso porque a cultura e as notícias são grandes influenciadores da nossa imaginação.

Se pergunte quantas notícias positivas você viu nos últimos dias? E o número de notícias ruins?

Percebe a discrepância?

Agora pare para pensar sobre as séries, livros ou filmes que viu nos últimos tempos, qual era o seu tom?

Muito se discorre sobre a potencialização dos problemas da atualidade, mas poucos se levam ao desenvolvimento de uma alternativa.

Por exemplo, amo a crítica social que Black Mirror nos traz e nos faz refletir, mas a maior parte de seus episódios não nos traz uma alternativa ou resolução satisfatória desse problema que enfrentamos.

Apenas acaba nos expondo a ele e em muitas de suas conclusões nos deixa aquela sensação de estarmos realmente em uma sociedade que "não tem salvação".

 


 

Agora pensando como indivíduo, se os inputs/influências que estamos recebendo são negativos, qual a probabilidade de gerarmos algum pensamento ou ação de cunho negativo a partir deles?

Acredito que seja alta (essa probabilidade), afinal o nosso "output" é influenciado pelo que recebemos (inputs).

Pensamos, remoemos, internalizamos em alguns casos e transformamos esses pensamentos em ações, atitudes e até mesmo hábitos.

A alternativa que me vem a mente é tanto o desenvolvimento do nosso senso crítico ao consumir um conteúdo quanto a filtragem na escolha desses conteúdos.

Por que não ver uma animação mais leve e que aquece o coração como Soul, por exemplo?

 

Agora que plantei essa sementinha da reflexão em cada um de vocês,

Me despeço! Até o próximo post, abraços🙂

 

Me contem se fez sentido para vocês, se concordam, discordam, se gostaram ou não desse tipo de conteúdo ^^.

Comunidade do Estágio
Carlos Hung
Carlos Hung Seguir

Colunista Oficial - "Acredito muito que a educação transforma e emancipa as pessoas e no potencial infinito de todes, eu sou químico/agilista/prof de inglês/marketeiro/interessado em pedagogia, bora trocar uma ideia e expandir nossos horizontes?"

Ler conteúdo completo
Indicados para você