[ editar artigo]

misturando 07: vozes, textos e podcast

misturando 07: vozes, textos e podcast

Olá, universitáries de todo o Brasil, como vocês estão?

 

Como vocês sabem, eu e a Jeanne Delava já estamos com a coluna #misturando rolando há algum tempo, mas nesses novos artigos estamos trazendo os insights das conversas que estão se tornando episódios de nosso podcast.

 

Nossa ideia com ele é sempre ter uma pessoa convidada diferente. No terceiro episódio, trouxemos a Maria Clara Martins, estudante de odontologia e colunista oficial aqui da comunidade do estágio.

 

Você pode acessar o episódio pelo spotify aqui.

E, claro, caso queira ler os outros artigos, sinta-se à vontade. Eles podem ser encontrados aqui.

 

Então…………. vamos nessa!

 


 

Durante a primeira live que rolou na comunidade Jovens Titãs, da qual faço parte, o Diego Cidade falou um pouco sobre o ambiente e experiências que passamos durante nossas vida e comentou sobre nunca jogar experiências fora mas sim colocá-las na prateleira para resgatá-las no futuro quando necessário.

 

Eu sempre acreditei muito nisso, mas confesso que em alguns momentos tinha dificuldade de enxergar esse resgate do que está na prateleira realmente acontecendo na prática.

 

E agora, após algum tempo de ouvir o Diego falando sobre isso e refletir sobre essa ideia, o bate papo com a Maria veio para exemplificar isso na prática!

Cat Jump GIF

Durante a conversa, Maria nos contou diversas coisas que já fez e têm feito durante sua vida e duas situações que ela citou exemplificam essa reflexão de como resgatamos as experiências: a experiência em informática devido a formação no curso técnico no ensino médio e seu gosto pela escrita de poesias na adolescência.

 

Apesar da experiência em informática não estar ligada diretamente com seu curso de graduação - odontologia - essa experiência agregou muito na realização do desafio  universitário TETRIX, na qual a Maria foi uma das 600 classificadas para a segunda fase (em meio a milhares de pessoas de toda a América Latina).

 

Seu gosto pela escrita de poesias durante o ensino médio, apesar de também não estarem ligadas diretamente com os artigos feitos para a Comunidade e LinkedIn hoje em dia por se tratarem de assuntos “mais técnicos” do que a poesia (que, em sua essência, Maria escreve para colocar todos os sentimentos e coração em palavras) auxiliam no processo da escrita trazendo mais leveza e conexão com leitores e leitoras de seus textos.

 

A reflexão que tirei de tudo isso é: independente do projeto que eu esteja participando, devo aproveitá-lo ao máximo!!

Não ser aquela pessoa que se torna apenas mais uma dentro das atividades extracurriculares apenas para colocar no currículo que fez parte.

No final do dia, o que importa é como você atuou e desenvolveu o lugar e a si próprio(a) com essa oportunidade para utilizar essas novas competências e habilidades em projetos futuros na durante a vida.

 


Entãoooo… chegamos ao final desse sétimo post do #misturando.

 

Aproveitando a deixa, ficamos muito felizes por sua leitura e esperamos te ver novamente no próximo post da coluna, daqui duas semanas.

 

Não se esqueça de dar uma lida no post complementar a esse e ouvir o segundo episódio do nosso podcast! :)

Comunidade do Estágio
Julia Vizotto
Julia Vizotto Seguir

Colunista Oficial da Comunidade. Estudante de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você