Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

Eu não sei como ele consegue!

Eu não sei como ele consegue!
Giovanni Justi
jan. 19 - 2 min de leitura
0 Curtidas
0 Comentários
0

Produtividade e autocuidado

 

Quando eu tinha por volta de 15 anos, assisti ao filme "Eu não sei como ela consegue!", estrelado Sarah Jessica Parker. Trata-se de uma comédia romântica sobre uma mulher casada, mãe de dois filhos, comprometida com uma carreira em ascensão no mercado financeiro.

Nesse filme, a personagem Kate Reddy tem claras dificuldades com limites e priorização de atividades, apesar de ser excelente em seu trabalho e casa. Ao longo do filme, a opinião de amigos e conhecidos de Kate sobre ela é expressado, e todos comentam sua surpresa em relação a quantidade de coisas que ela consegue fazer.

Não quero dar spoilers, mas é evidente que, em algum momento, a falta de priorização de atividades de Kate geraria problemas.

No entanto, por muito tempo eu busquei ser como a Kate. Acreditava que conseguia dar conta de tudo 100%. Uma nova tarefa ou demanda nunca seria demais. Podemos pensar que seremos valorizados por conseguir "dar conta de tudo". Essa atitude me levou a mesma situação da personagem, a sensação de fazer muito, mas perder o essencial.

 

Produtividade é cuidar de si de forma integral.

 

Como está sua relação consigo mesmo? Como anda seu sono ou alimentação? Sua saúde mental? Seus relacionamentos? 

Sacrifícios são necessários, mas até que ponto eles são saudáveis e sustentáveis? 

Não se perca em suas tarefas, não se esqueça de você no meio delas. Tarefas não podem no consumir, mas devemos gerenciar as demandas de forma saudável.

Assim, finalizo essa pequena reflexão com a indicação do filme "Eu não sei como ela consegue". Que tal descansar após um dia produtivo assistindo com uma pipoca?


Denunciar publicação
0 Curtidas
0 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você