Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

Equipes multigeracionais: como lidar ?

Equipes multigeracionais: como lidar ?
Emanuely Alves
mai. 27 - 3 min de leitura
3 Curtidas
1 Comentários
1

 

A revista HSM Management, aborda em uma das suas edições do ano de 2012 um ponto de grande relevância para a gestão de pessoas até os dias atuais, a diversidade de gerações nas organizações. Em formato de entrevista, Tamara Erickson, uma das maiores especialistas em cultura e organização do trabalho e pesquisadora da Harvard University, aborda diversas questões a serem observadas em relação ao assunto, principalmente para os atuantes da área.

O artigo traz uma análise sobre as principais gerações predominantes nas organizações: os tradicionalistas, os boomers, a geração X e a geração Y.

 

https://www.inspirequalidade.com.br/os-baby-boomers-a-geracao-x-geracao-y-geracao-z-e-geracao-alpha/

 

Diferentes pessoas da mesma geração na composição de uma equipe de trabalho podem trazer diversas situações do cotidiano de uma organização, tanto positivas, quanto negativas, devido a diferenças dos pontos de vista, preferências, anseios e culturas. Ao compor uma equipe com a presença de diversos indivíduos de gerações diferentes maiores divergências podem estar presentes.

Os líderes - principal ponto tratado por Erickson no artigo - por sua vez são impostos a estarem cada vez mais influenciando e participando do cotidiano profissional dessas pessoas, e para que isso aconteça, a pesquisadora afirma que eles devem: “[...] aprender a contar até dez.”, ela usa essa expressão para ratificar algumas características e atitudes que os líderes devem ter mediante as situações cotidianas frente a equipe, como empatia, capacidade de percepção integral, comunicação adequada e o entendimento que cada geração recebe feedbacks de maneiras diferentes. Todas essas características são decorrentes das diferentes percepções dos liderados, dessa forma cabendo ao líder também constantemente adaptar suas atitudes de acordo com cada geração para atuar de forma mais assertiva, para que isso ocorra o mais importante a ser feito é tentar identificar e compreender o comportamento de cada geração e além disso compartilhar com os mesmos que a melhor forma de amenizar as situações de conflito -  que são bem presentes - é entender que a diversidade geracional é uma tendência em todas organizações, e que empatia, respeito e crescimento mútuo é o que deve estar mais presente nas equipes multigeracionais. 

A presença de diversas gerações em uma organização trazem também diversos pontos positivos, colaboratividade, diversidade nas maneiras de realizar as atividades (podendo ser um meio de avaliação de processos internos), maior compreensão dos comportamentos dos clientes,  e criatividade são os de maior ênfase, pois como já citado percepções e pontos de vistas diversos estarão presentes, contribuindo assim para a resolução ágil e com melhor performance das questões decorrentes do trabalho.

Mapear os comportamentos das equipes formadas e compreender as gerações é algo a ser levado em consideração nas estratégias e decisões que se relacionam as pessoas e ao negócio como um todo, sendo competência imprescindível para atuação dos gestores de pessoas e líderes de equipes.

 

Como sugestão deixo além da leitura do artigo: VOCÊ gerencia as gerações?. HSM Management, 2012,  a TEDx de Andréa Cordoniz, Gerações diferentes são diferentes. Link abaixo:

 

Espero que gostem, cheers! 💛

 

 

 


Denunciar publicação
3 Curtidas
1 Comentários
1
0 respostas

Indicados para você