Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

Crise dos 20 e poucos...

Crise dos 20 e poucos...
MaJu Deolindo
out. 30 - 3 min de leitura
8 Curtidas
3 Comentários
1

Ter 20 e poucos anos é muito confuso. Você tem amigos que estão casados e com filhos. Alguns amigos se formando na faculdade e conseguindo o emprego dos sonhos. Começando um curso. Fundando a sua própria empresa. Gente fazendo vários nadas em casa. E outros, se desdobrando em 5 para ajudar a família.

Exigem que a gente, aos 18 anos, escolha uma carreira pelo resto de nossas vidas. E quando terminar a faculdade encontre um emprego maravilhoso, ganhe muito bem, compre um apartamento, compre um carro, vá morar sozinho ou comece a planejar o casamento.

Nos é imposto esse modelo pré-estabelecido e se não der checklist em tudo antes dos 30, você é um fracasso. 

Mas o que é sucesso para você? Onde é chegar lá?

A concepção de sucesso é diferente para cada pessoa. Para o seu amigo é ter uma Ferrari na garagem. Para outro, é ter seu próprio salão de beleza. Ser um autor publicado.  Conseguir um emprego melhor. Viajar uma vez por ano. Ou, casar e ter filhos, e dar uma educação de qualidade para eles.

Comparar o seu feito e metas com dos outros é muito nocivo.

A crise dos 20 e poucos anos acontece quando a geração mais nova se compara com os feitos da geração anterior. De acordo com o The Guardian, essa questão afeta 86% dos jovens, que afirmam está atolados por inseguranças, conflitos internos, aprovação social, pressão para tomar decisões, decepções, solidão e depressão.

Segundo um levantamento feito, em 2019, pelo Ministério da Saúde, o atendimento a jovens com depressão cresceu em 115%, nos últimos três anos. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) a depressão é a segunda causa de morte entre jovens da faixa etária entre 15 e 29 anos. Não é frescura.

Outro fator que influencia esse cenário é o uso da internet. De acordo com a pesquisa realizada pela Instituição de Saúde Pública do Reino Unido, Royal Society for Public Health, em parceria com o Movimento de Saúde Jovem, ficamos mais tristes após usar as redes sociais. O Instagram foi avaliado como a mais prejudicial devido à ilusão criada de que todo mundo tem a vida perfeita, menos você.

É um texto para te desanimar? Não. É para dizer que apesar de tudo isso, você pode sim ter sucesso e alcançar seu objetivos, mas principalmente sendo gentil com você, sem se pressionar o tempo todo porque você não dá conta de tudo ao mesmo tempo. Se não conseguir algo que você queria para hoje, talvez tal meta venha daqui a alguns anos. Ninguém está falando para você desistir, continue tentando, mas fique atento a sua saúde mental. Não se sinta um fracasso por não ser perfeito.

Porém essa conversa é muito mais complexa e com diversas variáveis. Não adentramos nas questões sociais, de gênero e raça. Infelizmente, onde você nasceu, seu contexto social, suporte familiar, condição financeira pode influenciar até onde você consegue chegar.


Denunciar publicação
8 Curtidas
3 Comentários
1
0 respostas

Indicados para você