Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
BACK

Criatividade: Como ser um diferencial no processo seletivo ?

Criatividade: Como ser um diferencial no processo seletivo ?
Everson de Freitas Barbosa
Feb. 3 - 6 min read
000

Olá pessoal, alguém aí já se viu na berlinda de se achar pouco criativo??  Acreditem, certa vez em uma palestra foi feita uma pergunta sobre quem se achava criativo e pasmem, nenhuma pessoa levantou a mão, inclusive este que vos escreve.

Sim, agora deve parecer muito estranho alguém com sensação de defict em criatividade estar falando  sobre ela. Bom, nesta mesma palestra aprendi que a criatividade é uma skill, isso mesmo, não é algo mágico que poucos tem, mas é uma habilidade a qual todos podem desenvolver. Por isso, através da escrita desta publicação quero provar que é possível desenvolver a criatividade.

Em novembro de 2021 a BBC News comentou relatório que a OCDE ( organização para desenvolvimento econômico ) fez uma abordagem alegando que adolescentes acima dos 15 anos eram menos propensos a criatividade que as crianças até 10 anos de idade. Tal fato, em decorrência de fatores comportamentais, ou seja, o ambiente estudantil ou de convívio social não estão sendo propícios ao desenvolvimento de criatividade, porque oferecem mais inseguranças e cobranças ao invés de um equilíbrio com pluralidade e inclusão. 

Quanto aos jovens universitário,  esse processo criativo está ainda mais comprometido em detrimento dos ambientes terem muita competitividade e a cobrança social aumenta. Portanto, para haver mais segurança, será melhor iniciar algo sólido internamente para então externá-lo e para isso existem técnicas que irão nos ajudar a ter uma rotina que estimula a critividade que irá impactar no melhor desempenho na universidade, e passar naquela entrevista com gestor.

Um dos precursores do conceito processo criativo  foi Brewsteir Ghilsein em 1952, justificando a necessidade de reinventar para se manter em constante desenvolvimento como pessoa.  Seguindo o mesmo conceito de modo mais atual, Graham Wallas, pesquisador da psicologia social, trouxe 4 diferentes estágios para o processo criativo: Preparação, incubação, iluminação e verificação

Neste texto, vou trazer passos práticos para cada um destes estágios e claro, depois deixe um feedback nos comentários de como foi o impacto na criatividade após aplicá-los. 

PREPARAÇÃO: Se torne um especialista em viver o que te impulsiona!

  • Gosto de ler livros do Tim Ferris e James Clear sobre hábitos, assim como acompanhar perfis de rotina, algo que me influência a ter uma vida saudável e que trazem resultados satisfatórios. É de fato unir o útil ao agradável, ou seja, torne o que te faz bem uma força para tronsformar sua vida e impactar a vida do próximo. Essa é uma maneira de investir tempo em si mesmo e ainda mostrar originalidade na experiência que for trazer na entrevista daquele tão sonhado estágio. Esse é um modo de estar mais motivado para transmitir confiança e engajamento durante atividades diárias, consequentemente, aumenta a chance de inovar.

INCUBAÇÃO: Inovar no básico, ter constância e superar as fraquezas!

  • A prática leva a perfeição, não desanima, seus simples hábitos farão diferença. Falar em público era uma das minhas maiores fraquezas, porém autalmente em qualquer processo seletivo ou atuando na empresa júnior da universidade sou elogiado pela oratória. Para melhorar a comunicação sabia que a leitura e assumir posições de liderança seriam impulsionadores, mesmo sabendo que inicialmente estaria mais exposto ao erro e não faria nenhuma diferença tão visível era o que precisava fazer. Mas o resultado foi ainda melhor do que esperava. A a incubação vai evidenciar aonde quer chegar e no fim, saber que pode chegar a lugares ainda mais altos, tudo em razão da persistência e corajem para enfrentar a barreiras.

ILUMINAÇÃO: Aplique a idéia no momento certo e esteja pronto para  transicionar!   

  • Agora chega a mágica ? Não, como um mágico nunca revela seus truques, também não conhecemos. Nesta fase é o início de ter resultador mais palpáveis e até representar certa influência, contei um pouco sobre o meu processo no parágrafo anterior. Agora haverá necessidade de mudança, devemos começar a pensar em outro modo de se desafiar porque a rotina ficou mais natural e se manter da mesma forma pode acabar criando uma zona de conforto que levará a ser menos propício a ter novas idéias. É hora de ter insights do que já foi estudado como gatilhos e inspiração para as pessoas ficarem impressionadas com seu conhecimento e claro,  a criatividade

VERIFICAÇÃO: Compile os feedbacks e projete o novo alvo !

  • Finalmente, é hora de avaliar a relevância do impacto, agora é preciso se manter onde chegou e corajoso para sair da zona de conforto na medida do possível, afinal de contas, inteligência emocional é preciso. Construir um networking para ocupar posições de liderança e ter acesso a eventos com pessoas que são reconhecidas pelo sucesso profissional são ótimas maneiras de ajustar a processo criativo. Um grande líder cria suas tarefas e demandas, por isso, já ser criativo na sua demanda de estágio é essencial, até aqui já somos um SUPERESTAG, será que vem efetivação por aí ?. 

Mas muita calma nessa hora. Vale ressaltar que é importante estar pronto para errar e também respeitar os seus limites. A visão de buscar ser criativo não é para causar excesso de preocupação ou perfeccionismo, mas deixar a concepção do quanto ter hábitos mais assertivos podem tornar a processo criativo o mais orgânico possível

Mas como este conteúdo irá me ajuda a passar no estágio tão sonhado??? Bom, os recrutadores procuram verdadeiros protagonistas para ocuparem as posições nos estágios de multinacionais e a criatividade te levará a uma exponente liderança pessoal. Então, o que está faltando para passar naquela vaga tão esperada de estágio? 



Report publication
    000

    Recomended for you