[ editar artigo]

Como ser aprovado em qualquer processo seletivo - Parte 4

Como ser aprovado em qualquer processo seletivo - Parte 4

Esse post é mais um da série que estou fazendo aqui na Comunidade do Estágio, e pra ele fazer sentido, é melhor você ler esse post primeiro, fechado?

Importante ressaltar que eu não sou a voz da razão e ainda não sou um Mestre Jedi. Essas serão apenas algumas práticas que eu observo no mercado e é a minha opinião sobre como você pode aplicá-las e ter maiores chances nos processos seletivos em que se candidatar.

Leia, reflita se faz sentido pra você e caso faça, aplique! :)

Chegamos na etapa final, a etapa mais temida por todos, a entrevista.

O engraçado é que no momento da candidatura todos querem ser chamados pra entrevista, então é algo meio louco, né?

Por mais clichê que pareça, a entrevista é pra te conhecer melhor, basicamente isso. Da mesma forma que a dinâmica, ela serve pra entender melhor o seu perfil e ver se ele se encaixa com o que a empresa busca.

Normalmente, se você foi chamado pra entrevista, quer dizer que você já possui as habilidades que a empresa busca então você já é de verdade um potencial funcionário daquela empresa, porém, esse é o momento crítico onde você será avaliado em comparação com os outros candidatos para enxergar se você de fato é o candidato que mais faz sentido naquele momento.

Essa publicação vai ser prática e rápida porque não tem mistério. Você precisa ser quem você é, basicamente isso.

As dicas mais importantes, que são extremamente básicas e que você tem que saber:

- Horário

Nunca, absolutamente nunca, chegue atrasado em uma entrevista. E se por acaso você chegar, tenha um motivo extremamente satisfatório pra isso. Nunca falte sem avisar também, mesmo que você tenha desistido da vaga.

Além disso, nunca chegue adiantado demais, isso é algo muito ruim pro entrevistador pois foge totalmente dos seus horários e pode acabar pressionando ele à te atender, o que inconscientemente pode fazer com que te julgue de forma errônea.

O ideal é você chegar pra entrevista com no máximo 30 minutos de antecedência e no mínimo 5 minutos. Tempo ótimo pra você chegar com calma, tomar uma água, ir ao banheiro, repensar sua estratégia e dar uma relaxada.

Eu sugiro que você saia de casa calculando pelo menos uma hora extra pra você poder se atrasar. Por exemplo: se você consegue chegar no local da entrevista em uma hora e meia, saia de casa duas horas e meia antes. Isso dá tempo de você chegar e te dá todo tipo de possibilidade pra qualquer imprevisto que aconteça, e acredite em mim, nesses dias surgem todos os tipos de imprevistos possíveis.

- Online

Com a entrevista online não tem tanto esse problema de deslocamento, mas surgem vários outros.

Em tempos de quarentena, avise pra todos os seus familiares que você tem uma entrevista marcada naquele horário, e peça que evitem utilizar a internet.

Fora isso, se você conseguir, tente sempre ter dois dispositivos diferentes, e duas internets diferentes, pra caso qualquer problema aconteça, você tenha equipamentos de reserva ali pra substituir. 

Já deixe os aplicativos baixados nos seus dispositivos e se possível, tente testar antes cada um dos aplicativos pra você entender como eles funcionam e se tudo está funcionando normalmente.

- Dress code

Hoje em dia a maioria das empresas têm um dress code muito mais flexível, porém, é importante que você se atente muito a isso na hora de realizar a entrevista.

Pode parecer que não, mas muitas pessoas ainda não tem muita noção referente a isso.

E é simples galera, o dress code pra entrevista precisa acompanhar o dress code da empresa. Se você não sabe qual é o dress code da empresa, busque perfis  de alguns de seus funcionários lá pelo LinkedIn, normalmente eles estarão vestidos com as mesmas roupas que usam no dia a dia.

Nesse quesito, basta ter um bom senso apurado e se vestir de maneira adequada, as suas roupas precisam ser o mais simples possível pro foco ser você como profissional e não o seu estilo.

- Falar mal

Gente, regra de ouro, nunca fale mal do seu antigo empregador.

Se por acaso você passou por uma experiência ruim no seu emprego anterior, e que você acredita que realmente seja necessário falar sobre isso, seja o mais breve possível:

"Saí da última empresa pois estava em uma área que não seguia o código de ética da empresa, tentei mudar esse comportamento nos meus colegas e comunicar à superiores sobre isso mas nada foi feito e entendi que fazia parte da cultura, portanto, preferi me afastar do que continuar participando de um ambiente tóxico."

Simples, direto, e sem muitas aberturas pra perguntas sobre isso. Se por acaso o recrutador insistir, basta falar que você gostaria de abordar outros assuntos pois foi uma experiência não tão boa pra você e que você possui vários outros pontos positivos que poderia abordar.

Esse foi só um exemplo, mas tente aplicar essa mesma lógica caso você realmente queira ou precise falar sobre essa experiência ruim. Mas evite ao máximo falar mal sobre o seu antigo emprego.

- Mentira

Nunca minta em uma entrevista. Apenas isso, simples e claro.

Seja quem você é de verdade.

 

Dicas para entrevista:

- Pratique as perguntas mais frequentes

Existem milhares de perguntas que podem ser feitas pra você durante uma entrevista, mas a maioria delas nós já conhecemos quais são.

Basta procurar no google: "perguntas entrevistas", você encontrará diversas possibilidades.

Treine ao máximo e desenhe respostas pra cada uma delas, tenha isso gravado em sua mente pra que você tenha tudo na ponta da língua ao ser entrevistado.

Uma boa maneira de treinar pode ser pedindo a ajuda de um amigo ou familiar.

- Storytelling

Essa é a ferramenta mais valiosa que existe dentro de uma entrevista e está conectado diretamente com a dica anterior.

Storytelling nada mais é do que a capacidade de transmitir conteúdos através da criação de uma narrativa, de um enredo e um contexto por trás daquilo que você está falando.

Crie e desenvolva enredos pra cada uma das suas respostas de uma entrevista pra que faça sentido tanto pra você quanto pro recrutador o motivo de cada uma das respostas. Começar a pensar sobre isso vai fazer com que sua performance na entrevista seja muito fora da curva.

Deixo aqui um exemplo claro em uma entrevista gravada sobre esse assunto, o Roberto Justus fala exatamente sobre isso e exemplifica pro candidato o que ele poderia ter dito. Isso acontece entre o minuto 7:42 até 9:17.

 

 

Nesse momento, ele dá uma resposta extremamente genérica sobre a pergunta, mas é um storytelling muito bem feito que impactaria diretamente um recrutador ao ouvir isso de um candidato.

Não tome como exemplo todo o vídeo porque muita coisa mudou ao longo do tempo e tudo isso é diferente de empresa pra empresa. O importante é entender que você precisa estar preparado a todo momento pra qualquer tipo de pergunta. Respostas na ponta da língua, com storytelling afiados te farão se destacar durante a entrevista.

Três perguntas que você precisa ter a resposta ao sair de cada pra uma entrevista:

Pq você quer trabalhar aqui?

Pq você deveria ser escolhido?

O que você enxerga de melhoria que já poderia aplicar na empresa?

Valeu galera, termino por aqui a série de postagens, espero ter ajudado vocês e qualquer coisa só entrar em contato comigo pelo LinkedIn, vou ficar feliz em ajudá-los.

Grande abraço!

Comunidade do Estágio
Ler conteúdo completo
Indicados para você