[ editar artigo]

Atenção plena para o dia a dia

Atenção plena para o dia a dia

Já parou para pensar que às vezes focamos tanto no nosso objetivo final que esquecemos de aproveitar o caminho para chegar até lá? No mundo da informação, isso se intensifica ainda mais, na medida que tudo passa muito rápido e, dessa forma, nossa atenção se torna cada vez mais difusa. Nesse sentido, nossa percepção acerca do entorno se torna muito mais restrita também.

Para mudar isso, uma coisa que podemos aplicar no dia a dia é a técnica chamada mindfulness. Existem diversos livros sobre esse assunto, bem como profissionais que se dedicam a explicá-lo, mas na realidade poucas pessoas sabem como utilizar esse método.

O mindfulness, também chamado de atenção plena, não se iguala à meditação, mas pode ajudar a alcançá-la. Contudo, no dia a dia, o simples ato de prestar atenção em si mesmo já poderia ser considerado mindfulness. Tá, mas por que eu faria isso?

O mindfulness faz com que tenhamos o hábito de olhar para os pequenos detalhes da vida, os que realmente importam. Isso faz sentido porque, conforme o tempo passa, o que fica na nossa memória são aquelas risadas com os amigos, aquele feedback positivo no trabalho, aquele jantar com quem a gente ama, aquela sensação de felicidade pessoal, ou seja, experiências, não bens materiais.

Mas eu sinto que esses detalhes estão sendo deixados de lado, até por mim mesma. Por isso, acredito que precisamos repensar quais são as coisas que damos valor e quais são as coisas pelas quais queremos ser definidos. O mindfulness pode ajudar nessa reflexão.

Todavia, como para qualquer outra habilidade, desenvolver a atenção plena leva tempo e necessita de prática. Para começar, indico as seguintes técnicas:

  1. Técnica do Chocolate:

    Essa técnica é bastante conhecida e, apesar do nome, pode ser aplicada a qualquer alimento prazeroso. Basicamente, esse método consiste em pegar um pedacinho de chocolate, tocá-lo, cheirá-lo e degustá-lo, tentando apreciar todos os seus detalhes.
  2. Técnica do Banho:

    O banho é um momento que, quando bem utilizado, pode ser extremamente relaxante. E, embora seja comum divagarmos no chuveiro, focar no que estamos fazendo pode ser muito eficiente para o mindfulness.
  3. Técnica da Respiração:

    Essa técnica se baseia em prestar atenção na própria respiração. Não é preciso controlá-la, apenas focar no seu fluxo natural. Será normal se você divagar, tanto neste, como nos outros exercícios, o importante é retornar a atenção para o que importa.

Tenho certeza de que se sentirá mais presente com esses treinos. E, caso os aplique, me conta como foi nos comentários! Vou gostar de saber.


Para se aprofundar no assunto:

Obrigada por chegar até aqui! Te vejo no próximo artigo ;)

Comunidade do Estágio
Luana Mercial
Luana Mercial Seguir

Olá! Eu sou a Lu, estudante de economia, curitibana e apaixonada por marketing digital. Adoro fazer colagens digitais, ouvir música (rock/indie/pop), ver séries, ler, escrever ensaios e muito mais.

Ler conteúdo completo
Indicados para você