[ editar artigo]

AS 7 FACES DOS BANCOS | MODALIDADES

AS 7 FACES DOS BANCOS | MODALIDADES

É inegável que os bancos se tornaram presença certa em nossas vidas. O que faríamos sem eles? Além disso, eles já estão em todo território nacional, seja por meio de suas agências, seus caixas eletrônicos ou até mesmo os aplicativos para celular. Essa é sem dúvida a era da democratização bancária.

No entanto, o que poucas pessoas sabem é que nem todos bancos são iguais e que na verdade existem 7 modalidades diferentes entre eles em nosso país. Mas fique tranquilo, acabaremos com a sua curiosidade e falaremos um pouco sobre cada uma delas a seguir.


Os Bancos Comerciais são os mais conhecidos pela grande população. Pois, é através deles que as pessoas podem solicitar empréstimos e financiamentos, além de pagar suas contas e abrir contas correntes. Os cinco maiores do Brasil são: o Itaú, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal, o Santander e o Bradesco.

O Banco de Investimento tem essa mesma importância, mas para as empresas. E nele que instituições podem solicitar empréstimos e capital de giro, além de administrar suas contas financeiras. A XP Investimentos é um dos grandes nomes deste segmento e um dos mais populares atualmente.

Os Bancos Múltiplos, que são os mais comuns aqui no país, são bancos Comerciais ou de Investimento que também atuem em outra frente, somando duas ou mais. Porém, com a obrigatoriedade de ser uma das duas citadas anteriormente. No Brasil, todos os cinco maiores bancos são desta modalidade, por atuarem como Banco Comercial e outras funções que também serão listadas abaixo.
 


Os cinco maiores bancos do Brasil são: Itaú, Banco do Brasil, Caixa Econômica, Santander e Brasdesco... E todos eles são da modalidade Múltiplos, por atuarem em vários mercados.



O Banco de Desenvolvimento é de capital totalmente estatal, o BNDES. Ele tem a responsabilidade de financiar empresas quando os benefícios do destino da verba impactar o território nacional de forma social, estrutural e/ou econômica. Nos anos 2000, grande parte da atuação da instituição centralizou-se no mercado de construções e saneamento.

A Sociedade de Crédito Imobiliário são agentes financeiros centralizados na compra e financiamento de bens imobiliários, que podem ir de casas e apartamentos até plantas de produção, como fábricas ou centros de distribuição.

A Sociedade de Arrendamento Mercantil é a mais complicada e a mais distante de nossa realidade. Essas agências tem como principal serviço o financiamento de bens com a característica única de ser análogo ao aluguel. Por meio dele, empresas adquirem capital fixo e cada mensalidade paga abate o valor total do bem adquirido.

Contudo, na prestação do imposto de renda, as empresas não declaram o adquirido como parte de seu capital, pois, ele fica em nome do banco até a sua quitação. Essa modalidade é um benefício usual para as empresas e contribuiu bastante para o aumento do investimento no longo prazo.

Por fim, as Financeiras, que na verdade são Sociedades de Crédito, Financiamento e Investimento, são agências que trabalham com a concessão de crédito, tanto para pessoas quanto para empresas, mas não podem abrir contas correntes ou de capital de giro. Um grande exemplo é a Crefisa.

Ufa, terminamos! Espero que tenha ajudado vocês a entenderam melhor esse mundo dos bancos e matado a curiosidade.


E para mais informações sobre economia e mercado financeiro, acompanhe nossas publicações todas às quartas.

Comunidade do Estágio
NICOLAS RALINE DE SOUSA
NICOLAS RALINE DE SOUSA Seguir

Jornalista e graduando em economia. Sempre coloco a organização e o relacionamento com as pessoas à minha volta em primeiro lugar. Minhas principais características são: planejador, empático e protagonista. E estou aqui para compartilhar e aprender!

Ler conteúdo completo
Indicados para você