[ editar artigo]

Viajando o mundo enquanto faço estágio: HOME OFFICE SALVOU MINHA VIDA!

Viajando o mundo enquanto faço estágio: HOME OFFICE SALVOU MINHA VIDA!

Meu nome é Ana, tenho 20 anos e faço estágio a 8 meses em uma Fintech descolada que amo muito e o mais importante estou viajando o mundo enquanto faço isso.

 

O COMEÇO DA BUSCA PELO ESTÁGIO


Quando comecei a buscar estagio eu queria qualquer coisa, desde que eu ganhasse uma bolsa bacana, pois a situação apertou em casa e não conseguiria continuar por muito tempo, então pensei " A própria faculdade precisa se pagar!".

Comecei aquela dura caminhada de quem está buscando o primeiro emprego, a primeira experiência, o primeiro respiro no mundo do trabalho. Não que eu ainda não tivesse trabalhado, trabalhei e muito, dei aula particular de xadrez, patins, vendi doces na rua, café, trabalhei em uma loja de roupas bem conhecida por tratar mal seus funcionários (para não citar nomes)... JÁ TINHA FEITO DE TUDO, porém nada dentro da minha área, a Psicologia. 

 


 

O QUE EU FIZ PARA CONSEGUIR

Nessa jornada para conseguir o tão sonhado estágio, fiz aqueles mil cursos de Havard, me formei em Analista de E-commerce, descobri o MBA Jr, sabia que isso existe? Eu também não sabia! Depois te explico! Fiz trabalho voluntário em uma ONG que amo muito, pois ela cuida de mulheres negras em situação de rua e vulnerabilidade. Trabalhei como freelance fazendo laudos imobiliários de mil páginas cada um, ganhando bem pouquinho, mas aprendendo muito!  Nutri meu linkedin. Tudo que eu fazia tinha um ingrediente a mais, vontade! Tudo que eu fazia tinha o propósito do estágio, mas sempre eram coisas que eu fazia com paixão! 

Fiz algumas entrevistas, devem ter sido umas cinco. Porém não senti match com nenhuma dessas empresas e com toda certeza nem elas comigo porque não fui chamada. Porém um belo dia recebo um e-mail da empresa que trabalho hoje, eu já tinha amado esse nome, achei divertido, descolado, jovem! Foi a melhor entrevista da minha vida..(OKAY, não foram muitas visto que eu tenho 20 anos) porém sabe quando você sente aquela sinergia? Me senti em uma conversa com uma nova amiga:

"A empresa está trabalhando em um regime totalmente home office por conta da pandemia" - ela disse

"Opa, bacana" - eu disse.

E em dois dias depois, veio o tão sonhado sim! 

E quando alguns meses se passaram trabalhando nessa empresa, os CEOs anunciam que seria uma empresa Home Office independente de pandemia, fecharam o escritório e tomei A DECISÃO!

COMO SURGIU A VIAGEM

Como eu disse eu tentei de tudo para pagar minha faculdade, então um pouco antes de conseguir meu estágio, eu criei um canal no Youtube chamado "Nerds na Estrada", o objetivo era compartilhar formas baratas de viajar e se aventurar, com um sonho maior de plano de fundo, viajar o mundo!

Quando comecei a estagiar continuei nutrindo esse canal, com viagens de finais de semana, fazendo trilhas e aproveitando feriados em lugares não tão distantes. Porém quando surgiu essa notícia de que seria definitivamente home office, agarrei essa oportunidade mais ainda, perguntei antes para minhas gestoras se era possível e com esse aval começamos a planejar nossa viagem.

COMO ME PLANEJEI PARA VIAJAR TRABALHANDO

Tinha tudo para dar errado, era um plano muito sensível! A questão da internet é a mais importante. Tínhamos que conseguir um hostel com internet impecável, quarto privado para que não tenha nenhum barulho durante uma reunião e dentro do nosso orçamento que é bem baixo.

Depois de dois meses planejando o início da viagem, procurando em sites argentinos lugares para ficar e vendo cada detalhe. Embarcamos no dia 21 de dezembro de 2020. Passamos natal, ano novo, minhas férias aqui e estamos aqui até a data dessa publicação, se você tiver lendo daqui a duas semanas já não sei. Mas você pode acompanhar meu canal, meu insta e minha jornada por aqui! Assim saberá o que tá rolando!

 Agora você me pergunta, "Mas como você faz isso ganhando um salário de estag?" nosso estilo de viagem é barato, estamos morando em um hostel no centro de Buenos Aires, além disso a moeda daqui é desvalorizada em relação ao Brasil, ganhando em real é super possível viver aqui, com um salário base do Brasil, basta ter um planejamento financeiro sólido e muita consciência na hora de gastar.

E ai? Teria coragem ?

Obrigada por ter lido até aqui!

 

 

Comunidade do Estágio
Ana Oliveira
Ana Oliveira Seguir

Estudante de Psicologia Viajando o mundo enquanto faço estágio em uma Fintech Carioca bem descolada que amo muito! Por aqui você vai ler sobre as dificuldades e benefícios dessa rotina! Só vem!

Ler conteúdo completo
Indicados para você