[ editar artigo]

Um pouco do infinito da educação: Metodologia Ativa

Um pouco do infinito da educação: Metodologia Ativa

Hoje eu irei falar sobre duas abordagens de metodologia ativa, e o mundo precisa conhecer.  Vamos nessa?!

Coloquem os cintos, pegue um copinho de água (é importante se hidratar) pois vamos analisar um pouquinho sobre educação e um dar ênfase em algumas das suas infinitas maneiras de existir.   

metodologia ativa tem um conceito bem amplo, e que pode ser disseminado diferentemente na prática em sala de aula.   

Ah, mas o que isso quer dizer, Thainá?   

Quer dizer que todas essas alternativas têm em comum o intuito de fazer com que o aluno seja o protagonista, onde ele participe ativamente da jornada educativa.   

A ideia é construir no aluno o senso de responsabilidade pela construção do próprio saber dentro das instituições de ensino, e isso significa dar mais autonomia para o aluno conseguir alcançar seu ponto de construção da criatividade.   

É importante frisar que o processo criativo é também construído. Muitas pessoas acabam acreditando que ser criativo é uma espécie de "dom", mas ser criativo exige pesquisa, estudo, planejamento de ideias e organização e para isso precisamos aprender a nos envolver em processos de forma ativa, superando a expectativa de aulas padronizadas e com pouca interação com o ambiente e o conteúdo.   

Agora é a parte que a gente começa a entender o que seria a metodologia ativa com exemplos na prática, são abordagens que podem ser usadas isoladamente ou em conjuntos dentro do ambiente educacional, atualmente existem muitas universidades que apostam nesses métodos.    

Aprendizagem baseada em problemas, que é também é conhecida como ABP (ou até mesmo PBL, que em inglês é conhecido como problem based learning) é, de fato, uma metodologia voltada para que a absorção do conhecimento seja por meio da resolução de situações. Afinal, situações problemáticas fazem parte do nosso dia a dia. São situações e problemas que podem aparecer de formas diferentes e nos mais variados ambientes. Seja no âmbito social quanto na escola/universidade, e obviamente no emprego. Também encontramos problemas que faz parte da educação, como é possível observar nos exercícios de matemática e em outras disciplinas também.   

Dentro do aspecto da aprendizagem baseada em problemas é  importante a visualização da democracia, pois existem vários tipos de inteligência dentro de uma sala de aula, então é muito mais fácil alcançar a todos os estudantes simultaneamente quando a estratégia da ABP está presente, fazendo com o que aluno queira se engajar mais dentro dos assuntos por ter mais dinâmica e autonomia, e por isso pode se sentir mais à vontade com os professores.  Tirando também essa sensação de que o professor é apenas autoridade máxima e as vezes de opressão, mas sim como uma figura acolhedora e que auxilia nesse processo de descoberta de uma nova forma de aprendizagem que existe entre muitas. Levando em consideração que às vezes o desempenho do aluno não ligado ali na sala de aula, as vezes os problemas, as dificuldades do aluno aprender ta bema mais voltado para família e pro social dele, então esse método facilita a interação sincera entre aluno x professor.

Na pratica, são apresentados projetos para os alunos, como por exemplo: Um rio está poluído e o que podemos fazer para reverter essa situação? 

Baseado no conhecimento aplicado os alunos com certeza conseguirão chegar a uma resolução realista do questionamento e criativa. 

Sala de aula invertida, que também nomeada como flipped classroom, é considerada uma grande inovação no processo de aprendizagem. O nome já é bem sugestivo, o que remete a uma sala de aula com a organização invertida, claro, dentro do contrato pedagógico que os professores farão com os alunos.   

Todo dia surgem novas formas até mesmo mais eficientes para trabalhar o processo de ensino online. Onde é possível proporcionar ambientes, conteúdo e estruturas que sejam mais adequadas para que o aluno consiga percorrer uma trilha de aprendizagem de forma engajada e motivadora.  

O conceito de sala de aula invertida consegue refletir de forma muito clara esse aspecto.  Dá ao aluno a autonomia de realizar suas próprias pesquisas para além do conteúdo disponibilizado no ambiente do aluno, para que seja possível que os alunos levantem questionamentos que talvez não existisse a possibilidade caso a matéria fosse dada diretamente pelo professor. A interação em sala de aula é fundamental, muitas vezes ocorre em grupo para que assim a troca de conhecimento seja ainda maior e o desenvolvimento de novas habilidades seja mais eficiente. 

  

Gestão do tempo em sala de aula com método invertido,  o tempo dentro de sala de aula é extremamente importante e deve ser aproveitado da melhor maneira possível, então o objetivo é que o aluno já tenha conhecimento prévio para que dentro do ambiente presencial seja possível aprofundar nos assuntos mais importantes, criando oportunidades de aprendizagem que sejam enriquecedoras e aumentar ao máximo as interações face a face. Visando sempre garantir a compreensão e a síntese daquele conteúdo que foi trabalhado, com isso é possível usar como aliado o tempo offline e a experiência digital do aluno.  

Então tropinha, mesmo que o ensino tradicional dê muito certo em várias instituições pelo Brasil, é inegável que essas abordagens têm se transformado cada vez mais com a medida em que o tempo vai passando. Inclusive pelo avanço da tecnologia e as próprias mudanças da sociedade e da geração atual (fenômenos esses que são comuns e se repetem mais frequentemente em nossa história) demandam novas estratégias para o ensino, tais como as citadas acima.

Comunidade do Estágio
Thainá Souza
Thainá Souza Seguir

Graduanda no curso de Psicologia, jovem cheia de sonhos que são capazes de impactar o mundo. Vamos juntos nessa?!

Ler conteúdo completo
Indicados para você