Atividades
  • Notifica√ß√Ķes
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

Um inc√īmodo, um podcast ūüéß

Um inc√īmodo, um podcast ūüéß
Valeska Angelo Torres
jan. 19 - 3 min de leitura
2 Curtidas
0 Coment√°rios
0

Tudo come√ßou com um inc√īmodo.

Aquela pulga atr√°s da orelha, aquele pensamento furtivo que vem at√© quando estamos no banheiro. Tudo come√ßou com um inc√īmodo, √© isso. Certamente, n√£o existiria o ferro de passar roupa se n√£o antes houvesse o inc√īmodo atazanando o ju√≠zo de algume virginiane que n√£o suportava ver a roupa amassada. Coitadinhe! Ou n√£o existiria o orelh√£o nos seus tempos √°ureos ‚ÄĒ anos 80 e 90 ‚ÄĒ gra√ßas ao inc√īmodo da Chu Ming (Sim, foi uma mulher!) que s√≥ queria no final de contas fazer com que toda crian√ßa suburbana passasse aquele trote maroto para algum parente chat√©rrimo. Obrigada, Chu Ming!

O podcast Garganta! nasceu do inc√īmodo. Ouvia podcast (gra√ßas ao Nando, vulgo meu boymagia) mas n√£o encontrava podcasts mais voltados para literatura em formato de conversa com fazedores de cultura contempor√Ęneos. Bater um papo s√≥ no bar n√£o valia mais, j√° que a pandemia do covid-19 estava tomando conta do mundo. E aos poucos uma obsess√£o bem √≠ntima tomou forma: a vontade de fazer registros. As duas habilidades que desenvolvi e que sou grata a profiss√£o que escolhi, a biblioteconomia, √© a organiza√ß√£o e aquele feeling de registrar tudinho que √© importante.

Mas como fazer um podcast decente com ZERO equipamentos e ainda √† dist√Ęncia? Google pesquisar. Sim, literalmente. Joguei no famoso Google e n√£o √© que esse carinha entende das coisas? Mas n√£o s√≥ de Google vive uma pessoa. Conversar com pessoas √© muito importante. E √© por isso que boto f√© no papo que a AU manda sobre comunidade! Conversei com uma amiga que tem um podcast para entender como ela fazia aquilo acontecer. Conversei com outra amiga, depois outra e mais outra. Todas com temas diferentes dos quais eu queria abordar, mas foi de dica em dica que eu montei meu planejamento.

Planejamento montado, ufa! Agora a próxima etapa era arranjar money, grana, bufunfa para pagar a editora de som e arte do podcast. Optei por contratar mulheres para esses trabalhos. E deu tudo certo! Fizeram um preço maravilhoso, e ainda parcelado, porque só desse jeito eu podia naquele momento.

O podcast Garganta! naquele momento tinha um planejamento, uma editora de som e a identidade visual definida. Agora o lance todo era botar no mund√£o! E foi lindo, ein?!

Na segunda parte vou contar mais sobre os desafios e as felicidades dos 8 epis√≥dios da 1¬į temporada. E algumas quest√Ķes t√©cnicas importantes para exercitar a gargantaaaaaaa na podosfera. Vem que vem! ūüöÄ

 

 


Denunciar publicação
2 Curtidas
0 Coment√°rios
0
0 respostas

Indicados para você