Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

TAXA SELIC: UMA BREVE APRESENTAÇÃO

TAXA SELIC: UMA BREVE APRESENTAÇÃO
NICOLAS RALINE DE SOUSA
fev. 17 - 2 min de leitura
6 Curtidas
1 Comentários
0

Sem dúvidas, todo mundo que vive no mundo Brasil já ouviu falar na Taxa Selic. Até porque ela não cansa de aparecer na televisão, nos jornais e em várias matérias pela internet. Sem falar nos livros de história ou sobre economia que estão espalhados pelas livrarias e bibliotecas.

Porém, se por algum motivo você ainda não entendeu muito bem o que ela é e o que ela faz de tão importante, não se preocupe, pois, facilitarei isso para você.


As primeiras coisas que você precisa saber sobre a Taxa Selic é que ela é o principal instrumento do Governo para o controle da inflação brasileira. Que ela é determinada por um conselho, chamado Copom (Conselho de Política Monetária), a cada 45 dias. E que a sua média diária, também conhecida como Taxa Selic Over, é o resultado das transações de venda e compra de títulos públicos, realizadas pelo Banco Central.

Como mecanismo político do Governo, a Taxa Selic está relacionada diretamente a concessão de crédito no país. Quando ela sobe, isso influencia os juros dos bancos a subirem também e as pessoas tendem a reduzirem os empréstimos, os investimentos e o consumo. Já quando ela desce, acontece o inverso.


A expectativa é que afetando esses agregados, a inflação é administrada de forma indireta.

O lance do Copom ė apenas informativo. Para sabermos que são os verdadeiros responsáveis pela sua manutenção. Porém, devemos sempre levar em consideração se a sua administração está ou não atingindo o seu objetivo: manter a inflação na meta. E isso deve ser considerado inclusive quando ela estiver abaixo da meta.

Por fim, a Selic Over é o resultado das ações do Banco Central, comprando e vendendo títulos públicos, com o objetivo de consolidar a Taxa Selic apontada pelo Copom. Ou seja, diariamente, o Bacen tem que atuar no mercado de títulos para que a taxa de juros do governo atinja o valor pré-determinado pelo conselho monetário. Trabalhoso, né?


Espero que tenha te ajudado a entender mais sobre essa protagonista da Política Monetária Brasileira. Muitas medidas do governo dependem de seu desempenho e muitas ações no mercado bancário e financeiro também são derivadas dela. Mas isso é assunto para um outro post.

Para mais informações sobre economia continue acompanhando as nossas publicações. Toda quarta-feira!


Denunciar publicação
6 Curtidas
1 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você