Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

Steve Jobs: O aluno desistente que se tornou um exemplo de universitário

Steve Jobs: O aluno desistente que se tornou um exemplo de universitário
Joanna Konder
mai. 19 - 4 min de leitura
1 Curtidas
2 Comentários
0

Apesar de ter trancado a faculdade em apenas um semestre, o fundador da Apple afirma a importância da experiência  universitária em sua vida. 

Em uma das etapas durante a trilha da aprendizagem oferecida pela AU, somos apresentados a um motivador discurso de Steve Jobs durante a colação de grau de uma turma de Standford, Califórnia. Apesar de suas palavras serem de extrema inspiração para todos os formandos e ouvintes, a parte contraditória é a de que ele mesmo não concluiu seus estudos universitários e desistiu da sua matrícula em apenas um semestre na instituição.

Em 1972, com apenas 17 anos, Steve Jobs se matriculou para o curso de Psicologia e ciências humanas na universidade de Reed, Portland. Porém em menos de um ano Steve se viu intimidado com o currículo do curso e o trancou assim que sentiu que aquilo não era pra ele. Afinal, seus pais eram trabalhadores humildes que ralaram a vida toda para pagar seus estudos e ele sentia que estava desperdiçando aquele dinheiro. 

Com pouco dinheiro, Steve conta que passou os dias dormindo no chão dos dormitórios de amigos, descalço, comendo comida em restaurantes populares e reciclando garrafas para levantar alguns trocados. Mesmo com tanta dificuldade, Steve permaneceu no campus por mais 18 meses e conta que foi uma das mais influentes experiências de sua vida. 

“Foi muito assustador na época, mas, olhando para trás, foi uma das melhores escolhas que eu já fiz. No momento em que tranquei eu pude parar de ir às aulas obrigatórias que não me interessavam, e começar a frequentar aquelas que me eram realmente atraentes.”

Sem a obrigação de frequentar a grade obrigatória oferecida pela universidade, Steve aproveitou para cursar as matérias que ele realmente achava interessante. Em seus depoimentos, ele conta sobre como as aulas de Shakespeare, do Prof. Charles Svitavsky, o ensinaram sobre o humanismo e seus ideais. Nas aulas de dança moderna, da Prof. Judy Massee, ele aprendeu princípios sobre a percepção do movimento, aprendizado que mais tarde contribuiria pelo perfeccionismo encontrado nos designs de animação da PIXAR. Porém, o maior destaque seriam as aulas de caligrafia do Prof. Robert Palladino, as quais Steve credita as suas inspirações na criação do design do Macintosh. 

Além dos professores das eletivas, uma figura muito importante na passagem de Steve Jobs pela Reed foi o coordenador Jack Dudman, a quem ele se refere como “um dos heróis da minha vida”. Dudman não apenas permitia que Steve ‘perambulasse’ pelo campus, como também o apoiava emocionalmente e financeiramente, e por vezes era possível que Steve encontrasse uma misteriosa quantia de 20 dólares no bolso de seu casaco. Inclusive, certa vez, o coordenador ajudou a pagar a fiança de um dos alunos, colega de Steve, que havia sido detido pelo FBI pelo porte de um dispositivo que hackeava ligações telefônicas. 

O tal dispositivo, chamado de blue box, era usado por Steve e seus amigos para passar trotes interurbanos e até mesmo internacionais. Tendo ligado até mesmo para o Vaticano e acordado o próprio Papa! 

Sua relação com esse tipo de tecnologia abriu oportunidades para Steve, sendo convidado por um dos professores do campus a auxiliar na manutenção dos computadores da universidade. Steve também trabalhava em alguns projetos pessoais com os colegas, o que consequentemente o levou ao destino que já conhecemos. 

Mais tarde em sua carreira, Steve Jobs foi homenageado pela Universidade de Reeds com o Vollum Awards, uma honra ao mérito por suas conquistas na área da ciência e tecnologia. E em seu discurso deixa claro como as experiências no campus fizeram parte do seu sucesso. Steve Jobs é um grande exemplo de como processos são tão importantes quanto resultados, e que nem sempre o diploma é o que conquistamos de mais valioso na nossa vida universitária.     

Caso queira ler na íntegra o obituário em homenagem a Steve Jobs, acesse.


Denunciar publicação
1 Curtidas
2 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você