[ editar artigo]

Segredo Revelado: o sucesso por trás do ClubHouse

Segredo Revelado: o sucesso por trás do ClubHouse

 No ano de 2020 enquanto o Tik Tok se tornava famoso, com seus vídeos curtos, outra rede social estava nascendo numa proposta completamente diferente dele, e iria dar o que falar no ano seguinte.

 Clubhouse, é a sensação do momento, uma rede social que é uma espécie de “podcast in live", já atingiu a marca de 8 milhões de downloads na App store. 

 Porém, o que está por trás de tanto sucesso? Será que de fato isso tudo foi por acaso?

Uma velha estratégia 

Em janeiro de 2004, um engenheiro Turco da Google com o nome de Orkut, criou uma rede social com o seu nome, no início, quem quisesse entrar na nova rede social precisava de um convite (está te soando familiar?), sendo que, quem conseguia entrar no Orkut, podia convidar 10 pessoas. 

Com isso, a rede social se tornou muito famosa (especialmente no Brasil) em pouco tempo, nos bate-papos do MSN só se perguntava: “E aí, você já recebeu o convite?”.

A verdade é que a estratégia dos convites, usadas inicialmente no Orkut, e atualmente no ClubHouse, contém pelo menos, três gatilhos mentais. Mas antes de citá-los, você sabe o que é um gatilho mental?

What is it?

Os gatilhos mentais, são estímulos  que o cérebro recebe e que o ajuda a tomar certas decisões. 

São muito usados nas vendas e nas técnicas da escrita persuasiva (ou copywriting) e visa persuadir alguém a executar uma ação. 

Para você entender melhor, eu usei o gatilho mental da curiosidade dentro do meu título para te persuadir a ler o meu post, afinal, quem não quer saber o segredo de algo que está fazendo sucesso não é mesmo? Aliás, esse é o mesmo gatilho usado no ClubHouse

Sobre a curiosidade

O ser-humano é curioso por natureza, caso você coloque um aviso em 10 portas escrito: “entre!”, e em uma delas os dizeres: “não entre”, é provável que quase todas as pessoas escolham a porta em que se dizia para não entrar.

Tal como nesse exemplo, a curiosidade rola solta no ClubHouse, quem não tem convite fica querendo saber como é a interface da plataforma, o que acontece lá dentro, como é a experiência e a interação, enfim, existem  muitas dúvidas (especialmente porque os áudios não ficam salvos),  que você só descobrirá se tiver o convite.

 Isso faz com que uma pessoa acabe “divulgando” a rede social, uma vez que ela irá tocar no assunto com pessoas para conseguir o convite, então, até quem não conhecia a plataforma, acabou sabendo porque alguém comentou sobre o tão desejado convite. Só pra saber,  foi assim que você conheceu o ClubHouse? Caso tenha sido, explique como foi isso nos comentários.

Exclusividade

Imagine que no mundo inteiro, você e mais duas pessoas, foram selecionados para conversarem durante uma hora com uma celebridade. Como você se sentiria? Certamente, isso mexeria com o seu ego, afinal, você teve uma oportunidade que pouquíssimas pessoas tiveram. 

Da mesma maneira, o ClubHouse usa o gatilho mental da exclusividade, seu convite, dá a você, um acesso que não é para todos. 

Esse sentimento de exclusividade, faz com que muitas pessoas corram atrás do convite e assim, consigam ser uma das que estão na nova sensação do momento.

Esse gatilho mental se torna ainda mais forte, pelo fato de somente os usuários da Apple terem acesso à plataforma. Ou seja, ainda que uma pessoa consiga o convite, ela não conseguirá entrar na rede social, se tiver um smartphone Android.

Escassez

Geralmente, damos mais valor àquilo que podemos perder. Se, por exemplo, você sabe que determinado curso, está num valor muito abaixo, até as 23:00 H de hoje, possivelmente, fará o máximo para fazer aquele investimento, ainda que não precise do curso naquele momento.

O ClubHouse, usa o gatilho mental da escassez, entregando a cada usuário apenas três convites. Nenhum a mais, e nenhum a menos. Como os convites são raros, isso faz com que as pessoas não percam a oportunidade  e busquem entrar na rede, até mesmo para que dessa maneira, possam favorecer a entrada de mais pessoas com novos convites. 

Para se ter uma noção, existem pessoas sorteando e outras até vendendo os convites. 

Pois é! Parece que a velha estratégia usada pelo Orkut, está dando ainda mais certo com a nova rede social.

Por que é importante saber sobre isso?

 A intenção desse post, não é somente falar sobre como os criadores do ClubHouse foram espertinhos. Tanto ele quanto o Orkut, são exemplos de como você pode usar os gatilhos mentais a seu favor, seja nos conteúdos, nos negócios ou em suas vendas (Lembrando qualquer profissão que exista, todas elas se encaixam em vendas, o que faz de qualquer profissional  e pessoa um vendedor).

 É possível você usar os gatilhos mentais em tudo, seja para conseguir mais engajamento em suas redes sociais, até a venda da sua casa. A tomada de decisão de uma pessoa, pode ser determinada por um gatilho mental. Tire proveito disso (mas lembre-se que persuasão, não é manipulação e nem mentiras ok?).

Conclusão

  Antes que me perguntem, eu não tenho um convite do ClubHouse para te dar, mas tenho a indicação de um livro, para você se aprofundar ainda no assunto abordado no post, ele se chama “As armas da persuasão” de Robert Cialdini.

 Para você que chegou até aqui, vou te ensinar outro gatilho mental, o da reciprocidade.

 Quando você faz algo por alguém, essa pessoa tem a tendência de retribuir, ao menos por gratidão.

 É por isso que nós, ao produzirmos conteúdo (como esse, por exemplo), pedimos por sua curtida, comentário e compartilhamento (ou você faz isso automaticamente quando gosta demais, e até antes de conhecer esse assunto não sabia o porquê né?). Tais ações ajudam ao algoritmo, a “mostrar” mais daquele conteúdo para as pessoas. Ele “entende” que aquilo é relevante, e isso ajuda no tráfego orgânico, evitando assim que não precisemos fazer tráfego pago.

 Se refletirmos então, nada é gratuito na Internet, e o seu engajamento é a grande “moeda” da Internet, que torna um conteúdo acessível a ainda mais pessoas (porém esse é outro assunto que ficará para uma próxima oportunidade).

 Por hoje, meu desejo é que você faça bom uso dos gatilhos mentais e tenha sucesso nos seus negócios (uma vez que você descobriu que a estratégia do ClubHouse é algo totalmente possível e acessível a qualquer pessoa). 

 

Até a próxima!

Comunidade do Estágio
Thiago Costa Tinoco
Thiago Costa Tinoco Seguir

Músico, cantor, compositor, escritor, casado, cristão, estudante de publicidade e propaganda pela UNIASSELVI, content e copywritter na V4 company

Ler conteúdo completo
Indicados para você