[ editar artigo]

Já pensou em cursar Relações Internacionais?

Já pensou em cursar Relações Internacionais?

Durante o período do vestibular, é normal ficar incerto em relação à que curso escolher, por isso, como estudante do 8º período de R.I, estou aqui para esclarecer suas dúvidas.

Você sabia que a primeira turma de Relações Internacionais foi criada em 1974 na UNB (Universidade de Brasília)? Desde então essa área vem se expandindo e conquistando o mercado de trabalho, por ser um curso amplo, que abrange muitas áreas. 

Mas afinal, por que cursar R.I?

  • O currículo

As Relações Internacionais são o estudo das relações comerciais, políticas e econômicas, estas podem ser entre países, ONGs e empresas. A grade de R.I como dita anteriormente é bem ampla, contendo em sua essência matérias como política, sociologia, economia, comércio exterior, direito, estatística, história e metodologia científica. Parece vários cursos misturados, mas isso é o que torna R.I tão especial, a variedade das áreas de conhecimento.

  • Mercado de trabalho

Por ser um curso tão abrangente, há uma variedade muito grande de profissões à exercer, tanto na esfera pública como na privada. Logo, as seguintes opções são as mais conhecidas para os graduandos dessa área:

  • Diplomacia

A carreira diplomática é a mais conhecida na área de R.I, sendo uma das profissões mais almejadas. Para segui-la, o candidato deve realizar o concurso do Instituto Rio Branco, que é um dos mais difíceis do país, por um outro lado, o salário inicial é de R$19.199 (no Brasil), além de ter a oportunidade de morar em diversos países.

  • Área acadêmica

Se você gosta de ler, estudar e pesquisar, essa é pra você! A área acadêmica, além de ser focada em pesquisas, também é possível seguir a carreira docente, podendo dar aulas e participar de projetos financiados pela faculdade. Os estudos de segurança são bem populares na área de Relações Internacionais, por exemplo. 

  • Comércio exterior

Para os que querem trabalhar nas grandes empresas e multinacionais, essa é uma ótima opção. O profissional dessa área lida com a compra e a venda de produtos e serviços entre empresas e governos de diferentes países. Empresas como IBM, Ambev, Apple, Microsoft, Google e L'oreal (me nota @) são exemplos de multinacionais influentes nessa área.

  • Organizações governamentais e não governamentais

Já pensou em trabalhar na ONU? Essa organização intragovernamental foi criada para a manutenção da paz e a cooperação entre as nações. É uma possibilidade para os leitores que tem interesse nas áreas de cooperação e desenvolvimento.

Para os mais altruístas, pode-se trabalhar em ONGs como Médicos sem Fronteiras, AACD, OXFAM, Greenpeace, WWF, Unicef e Cruz Vermelha. Afinal, fazer o mundo melhor é um dos objetivos de um internacionalista.

 

Com todas essas opções, você cursaria Relações Internacionais? Conta lá nos comentários o que achou do curso!

 

 

 

 

 

Comunidade do Estágio
Amanda Paranhos
Amanda Paranhos Seguir

Colunista AUtodidata da Academia do Universitário :)

Ler conteúdo completo
Indicados para você