[ editar artigo]

Recrutamento e Seleção na Era Digital

Recrutamento e Seleção na Era Digital

O mundo globalizado e influenciado pela tecnologia sofre diversas modificações. Tendências como o Mundo VUCA dão significados e nos ajudam a compreender o impacto dessas mudanças. Com a Administração de Recursos Humanos não seria diferente. Essa revolução impacta direta e indiretamente todos os seus subsistemas. Administração de pessoal, gestão de desempenho, cargos e salários, treinamento e desenvolvimento, principalmente o subsistema de Recrutamento e Seleção. Modificações essas que vão desde o uso de inteligência artificial aplicada aos processos de recrutamento e seleção até softwares e programas que antes mesmo da seleção, realizam testes de fit cultural entre candidato e empresa.

A marca empregadora surge como forte aliada ao recrutamento e seleção, uma vez que, profissionais de todos os níveis, buscam cada vez mais empresas em que possam desenvolver suas carreiras, contribuir para o seu crescimento, ambiente de trabalho descontraído, horários flexíveis, autonomia para as decisões, entre outros. Além disso, a geração que comanda essa evolução é uma geração que busca por propósito. Não apenas a relação de venda de mão de obra que interessam essas pessoas. Eles querem muito além disso. Querem impacto positivo e social.

A chegada de novas tecnologias, e principalmente a exposição nas redes sociais, tem transformado a relação de busca de emprego X captação de talentos. Hoje é muito simples descobrir vários dados sobre as pessoas que iremos encontrar, seja na posição de candidato ou na posição de recrutador: não só elas tendem a se expor nas redes, mas o acesso à informação praticamente ilimitado, permite cruzar informações pertinentes. E nesse contexto, o papel do profissional de recrutamento e seleção é importantíssimo, uma vez que ele atua como embaixador desta marca. As boas informações, de dentro para fora, precisam correr as redes sociais. Trabalho pautado em estratégias de comunicação, endomarketing e desenvolvimento organizacional. A relação de recrutadores e recrutados agora tem um toque de parceria. Cada peça deste processo, pode ter o mesmo conhecimento da outra, ambas estão em pé de igualdade. Todo o processo se torna mais humano e também mais transparente. 

E apesar de serem recursos muito válidos, muitos profissionais e organizações contam apenas com a fase de entrevistas e acreditam que é realmente possível validar a melhor escolha de um candidato, através da entrevista por competências. O profissional de recrutamento e seleção precisa saber usar todas as ferramentas disponíveis para fazer o melhor recrutamento possível, pois a escolha do colaborador certo é positiva para todos os envolvidos.

Isso de certa forma, muda o papel do Profissional de Recrutamento e Seleção, que a partir de agora tem uma atuação mais voltada para aquisição de talentos, mantendo um relacionamento contínuo com os candidatos. 

 

Comunidade do Estágio
Pedro Medeiros
Pedro Medeiros Seguir

Apaixonado por pessoas e histórias, descobri que o meu propóstio é ajudá-las em seu desenvolvimento. https://about.me/pedromedeiros

Ler conteúdo completo
Indicados para você