[ editar artigo]

Prazer a curto ou longo prazo?

Prazer a curto ou longo prazo?

Essa semana me deparei com um grande inimigo, os fast foods do prazer!

Envolta com vários trabalhos para entregar ,múltiplas tarefas largadas de lado como :atividade física ,aprendizagem de idiomas ,organização do meu espaço de estudos ,entregas de trabalhos, leitura de livros ,tudo estagnado!

E quantos de nós, principalmente no final de um semestre, já não se viu assim? 

Foi quando me dei conta que precisava jejuar, isso mesmo! Um jejum de prazeres imediatos. Desliguei o celular , encerrei as fugas aos seriados prediletos e programações da TV e diminuí as guloseimas .

Em questão de poucas horas consegui encaminhar o e-mail com um dos trabalhos prontos, organizei pesquisas para uma entrevista de curadoria e iniciei estratégias contra meus desejos fast food,com pequenas substituições como:

Após o almoço (hora perigosa ,hahahahaha) ao invés de comer um doce ,deitar e descansar ou assistir algo na TV ,resolvi caminhar como forma de praticar exercícios.

-Isso diminui a ansiedade em comer doces (você está longe deles pois está na rua!)

-Oxigena o cérebro , facilitando  o raciocínio.

-Promove o relaxamento e te dá fôlego para escrever e estudar.

São medidas simples como esta , que te fazem ir de encontro a uma rotina mais saudável ,com pequenas progressões a longo prazo e de forma consistente .

Dessa forma não há o risco de um abandono por mudanças radicais  ,pense nisso!

E devo te  confessar  que apesar das singelas mudanças ,fiquei bem satisfeita com os resultados, pois  saí de um   círculo vicioso de auto sabotagem  para a construção de  dopamina através de pequenos  esforços diários ,me livrando das tentadoras  “facilidades”.


Posso te garantir que o  prazer em vislumbrar algumas tarefas cumpridas com esforço é um prazer muito mais prolongado do que os fast foods do prazer regado pela procrastinação.

 

Comunidade do Estágio
Andréa Almeida
Andréa Almeida Seguir

Ler conteúdo completo
Indicados para você