Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

O que você pode fazer para interagir com estranhos

O que você pode fazer para interagir com estranhos
Marina Vale
ago. 8 - 4 min de leitura
12 Curtidas
10 Comentários
0

Você tem dificuldade em conversar com uma pessoa nova? Acha difícil conhecer gente, fazer novas amizades, criar novas conexões?

Caso sim, esse post é pra você!
 

Interagir com pessoas desconhecidas é um ótimo exercício para falar em público, apresentar trabalhos e projetos. Sem contar que fica mais fácil fazer amizades novas.

 

Muita gente diz que acha difícil puxar assunto com uma pessoa que não conhece porque não sabe o que fazer/dizer ou que se sente intimidado/intimidada.

Por isso resolvi separar quatro dicas que eu uso no dia a dia. 
 

1- Não importa com quem você vá falar. Essa pessoa é só uma pessoa.

Se eu fico nervosa antes de puxar assunto com alguém, eu busco pensar em como esse alguém pode ser. É válido lembrar que aquela pessoa também tem uma cor favorita, um prato de comida favorito, tem seus medos e inseguranças. Essa pessoa também sente medo, ri, chora, tem manias... 

A gente tem a tendência de colocar alguns desconhecidos em um pedestal inexistente. Todas as pessoas têm defeitos, todas as pessoas erram e ninguém é perfeito! Aquela pessoa que você não conhece não é melhor que você. Assim como ela também não é pior que você. Ela é apenas uma pessoa.

 

2- Peça seu amigo pra te ajudar!

 

Às vezes tentar algo novo é assustador e falar com estranhos é muito incômodo para muita gente, então você pode começar devagar. Chame aquele amigo/amiga que é mais “saído” (como dizia minha avó) e peça para ele/ela começar uma conversa com uma pessoa que vocês não conheçam. Você pode entrar no assunto devagar, no seu ritmo e acabar se surpreendendo porque vai perceber que está batendo papo com gente nova.

Não tenha pressa, faça isso várias vezes, conheça amigos de amigos. Vá no seu ritmo.

 

3- Converse sobre algo tranquilo. Fuja das polêmicas!

 

Sabe quando você está na fila do banco e uma pessoa que você não conhece começa um assunto do nada? Sabe quando essa pessoa fala sobre religião, política ou qualquer papo que possa ser polêmico? Dá uma vontade gigante de sumir dali, né?

Pois é. Não seja assim! Esse tipo de abordagem pode ser agressiva e fazer com que a outra pessoa queira sair correndo.

Comece sobre algo simples!

Gostou da blusa da pessoa? Diga que achou bonita e pergunte onde ela comprou.

Pergunte as horas. Acha que vai chegar tarde em casa? Comente isso, comente que pode perder o trem ou que não vai dar tempo de assistir a novela que você gosta.

Cansou de dançar na boate? Fale com a pessoa ao seu lado que acha que chegou ao seu limite, que não aguenta mais a mesma música que já tocou três vezes ou pergunte se essa pessoa cansou de dançar também.

Vamos fugir das conversas mais “complicadas” e agir sempre com simpatia.

 

4- Ninguém mais nesse mundo é você, então seja você mesmo!

Por último, não tente se encaixar em padrões que não te satisfazem, não sinta pressão para concordar com tudo o que as pessoas dizem, não minta sobre quem você é. Toda pessoa é única e isso é o que torna cada um interessante do seu jeito.

Mesmo que você se ache diferente de todo mundo ou se ache uma pessoa "estranha", lembre-se que todo mundo é "estranho" de algum jeito. Tem gente que conta azulejo, tem gente que faz combinações ousadas com comida, tem gente que fala sozinho... Tem gente com todo tipo de mania. Não tenha medo de ser o que algumas pessoas possam achar diferente.

 

Então seja você!

 

Pode ser um pouco difícil no início, mas prometo que vale a pena. É bom exercitar essas dicas porque com o tempo tudo isso vai se tornando mais natural.

E aí? Já usou alguma dessas dicas sem saber? Gostaria de uma parte 2 com mais dicas de como interagir com desconhecidos?


Bem, como dizia Truman:

“E para o caso de não nos vermos mais, bom dia, boa tarde e boa noite!”


Denunciar publicação
12 Curtidas
10 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você