Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

O Livre Mercado e Seus Inimigos

O Livre Mercado e Seus Inimigos
Lucas Costa Souza
nov. 14 - 4 min de leitura
2 Curtidas
2 Comentários
0

"Aqueles que estão pedindo mais interferência do governo estão pedindo, em última instância, mais coerção e menos liberdade." - Ludwig von Mises


Ludwig von Mises é tido por muitos como o maior economistas de todos os tempos e a razão é bem simples. Diferente de outros renomados economistas que tendem a uma linha mais positivista/tecnocrática da sociedade, Mises combina seus conhecimentos econômicos com doutrinas filosóficas. Com efeito, o resultado não poderia ser outro senão obras arrebatadoras que perduram há aproximadamente 1 século.

 

Seu conhecimento filosófico não era o mais aguçado - e quem sou eu para falar algo! - mas era o suficiente para se destacar da turba economicista contemporânea. Para ele, a economia transcendia os cálculos e extravasa para o campo da Ação Humana (não arbitrariamente, este é o nome de sua magnum opus). É um dos precursores da Escola Austríaca e defensor ferrenho do capitalismo laissez-faire

 

Mises ficou conhecido pelo seu embate constante ao intervencionismo estatal e por ter derrubado as teorias estatistas, sobretudo em seu livro "Socialismo: uma análise econômica e social", publicado na década de 20

 

Fugiu para os Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial, afinal, Mises era judeu e seu escritório ficava na Alemanha. Nos EUA ministrou aulas e palestras, algumas delas  na sede da Fundação para a Educação Econômica (FEE), em Nova York, 1951. Sua palestra foi transcrita por um membro da FEE e décadas depois, publicada (2004). Mais tardiamente, fora traduzida ao português e publicada com o título "O Livre Mercado e Seus Inimigos", pela Vide Editorial.

 

É extremamente curioso a forma com que Mises efetua seu raciocínio, tendo em vista que ele elabora suas conjecturas a partir de premissas filosóficas. A retórica do economista é uma oferta irrecusável para entrar em sua mente e permitir que ele desenhe os argumentos na sua frente.

 

O livro não segue apenas com a exposição de Ludwig, mas conta principalmente com argumento x contra-argumento. Mises expõe uma tese tida normalmente como aceita pelo status quo, e em seguida impugna a tese de tal maneira que a sua objeção faz com que a tese impugnada se assemelhe com um conto de fadas infantil.

 

Os tópicos discutidos por Mises nesta obra são:

  • 1ª Palestra: A Economia e seus oponentes;
  • 2ª Palestra: Pseudo-ciência e compreensão histórica;
  • 3ª Palestra: O Homem em Ação e a Economia;
  • 4ª Palestra: Marxismo, Socialismo e pseudo-ciência;
  • 5ª Palestra: Capitalismo e progresso humano;
  • 6ª Palestra: Dinheiro e Inflação;
  • 7ª Palestra: O padrão-ouro: sua importância e restauração;
  • 8ª Palestra: Dinheiro, crédito e o ciclo econômico;
  • 9ª Palestra: O Ciclo econômico e além.

 

Evidentemente não irei expor o conteúdo dos tópicos discutidos por Mises aqui, pois não é este o meu intuito, e sim apresentar para vocês esta fantástica obra que elabora um ótimo contraponto para quem já está com o sacocheiômetro altíssimo com aquela pataquada de "capitalismo traz miséria" e afins

 

O Livre Mercado e Seus Inimigos é um livro brilhante, transcrito a partir de uma palestra de uma mente brilhante. Em contraste com as outras obras do autor - como o já citado Ação Humana - é uma leitura bem simples e uma introdução interessante para quem deseja se aventurar nas obras da Escola Austríaca, do von Mises, ou simplesmente para quem não quer passar a vergonha de sair nomeando qualquer coisa que discorde de "neoliberal"

 

Isto é tudo, pessoal!


#ColunistaOficialAU


Denunciar publicação
2 Curtidas
2 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você