[ editar artigo]

O estágio perfeito

O estágio perfeito

Quando procuramos por uma vaga de estágio, nós focamos no aprendizado que teremos dentro daquela vaga, atuando com aquilo que aprendemos diretamente na faculdade, mas não é só isso. Afinal, o dinheiro recebido através da bolsa auxílio ajuda muito na vida acadêmica também.

Mas dentro das leis que protegem o estagiário, não existe nenhuma linha que defenda uma remuneração equivalente com a qualidade de tarefas a serem realizadas pelo jovem dentro da empresa, e nem em relação a qualidade dos ensinamentos adquiridos dentro da vaga, então muitas oportunidades de estágio não remuneram bem, já outras remuneram bem mas não irão proporcionar os aprendizados necessários.

 O que fazer quando temos que escolher entre o trabalho perfeito e a remuneração ideal? Bom, essa resposta leva em consideração diversos aspectos da vida pessoal de cada um de nós, mas talvez uma outra pergunta possa ser feita no lugar dessa que é: como encontrar o estágio que proporcione uma boa remuneração e traga satisfação e aprendizado?

Satisfação financeira, e vocacional, são essenciais para a prosperidade em uma vaga de estágio. Em relação a bolsa auxílio oferecida pelas empresas, os jovens que buscam uma oportunidade de ingressar no mercado nada podem fazer para mudar os valores pré estabelecidos por lei, mas aqueles que já estão estagiando podem adequar suas vidas a essa realidade e mesmo que futuramente a renda seja ampliada (por alcance de metas por exemplo), adequar as despesas ao que a remuneração permite é primordial.

Para os jovens que estão prestes a ingressar em uma vaga de estágio dos sonhos, mas pelas informações iniciais não se sentem confiantes em relação a remuneração, lembrem-se de que inicialmente vocês não receberão a remuneração sonhada, exercendo a profissão dos sonhos, então perseverem e fiquem longe das dívidas. Antes de tudo, garanta seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Seja por amor ao curso escolhido, seja pela estabilidade financeira, o período de estágio para os jovens da geração Y, sempre vai caminhar entre esses dois extremos, gerando frustrações de um lado ou de outro, pois as metas de vida da maior parte dos adolescentes nascidos nos anos 80 e 90 já não são as metas dos adultos de hoje. 

No passado os adolescentes priorizavam a boa remuneração, mas na atualidade  os jovens querem sucesso em uma carreira bem desenvolvida além de um retorno financeiro satisfatório. Os tempos mudam, mas não pense que suas frustrações nesse período da vida acadêmica ocorrem somente com você, todos passamos por isso! Força sempre!

Comunidade do Estágio
Ler conteúdo completo
Indicados para você