Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

Mulher Maravilha 1984 é o melhor filme de 2020 – talvez não pelo motivo que você esteja pensando.

Mulher Maravilha 1984 é o melhor filme de 2020 – talvez não pelo motivo que você esteja pensando.
Leandro Tavares
jan. 15 - 5 min de leitura
4 Curtidas
3 Comentários
0

 

Todos sabemos que o universo dos super heróis sempre foi e continua sendo um fenômeno mundial entre a população de todas as idades. Além disso, sabemos que os super heróis sempre foram um molde de exemplo, de espelho, de inspiração para muitos homens e mulheres, principalmente para crianças e jovens.

 

 

2020, apesar da pandemia, foi um ano de ótimos filmes, mesmo que muitos tenham ficado prometidos para 2021. Mulher Maravilha 1984 bateu de frente com muitos filmes de sucesso: Aves de Rapina, O Resgate, O Homem Invisível, etc.

 

Eu poderia listar diversos motivos do porquê escolhi Mulher Maravilha 1984 como o meu filme preferido de 2020, mas o principal deles – e que provavelmente poucas pessoas pensaram – foi: Em Mulher Maravilha 1984 podemos ver Diana em uma nova forma, que a maioria talvez não esperava; uma mulher que, apesar de ser considerada imortal, poderosíssima, inteligente, entre outros adjetivos fortes, também nos mostrou que possui suas vulnerabilidades.

 

 

                                     !!! ATENÇÃO: SPOILERS DEPOIS DESSE GIF!!!

 

Em Mulher Maravilha 1984 vimos como Diana se rende à Pedra dos Desejos e ganha de volta Steve Trevor, não exatamente da forma – ou melhor, da aparência – que esperava, mas assim. E como toda “mágica” vem com um preço, Diana se viu perdendo lentamente os seus poderes no desenrolar da trama, se ferindo com tiros e ataques mais agressivos, e se tornando quase “normal” já no final do filme, embora saibamos que nem sem seus poderes Diana seria uma mulher normal hahahaha

 

Mas por que isso é tão importante a ponto de dar à Mulher Maravilha 1984 o título de melhor filme de 2020?

 

A resposta é muito clara: como sabemos, Diana é um ícone da cultura pop e, principalmente nos últimos anos, veio se tornando um símbolo feminista, uma representação modelo para muitas mulheres, sejam crianças, jovens ou adultas. Através de Diana, todas essas mulheres encontram apoio para exercer sua força na sociedade, encontrar sua voz e defende-la, além de muitas outras questões importantes. Como eu disse anteriormente, a Mulher Maravilha é um ícone.

 

Mas se você já viu o filme, parou para pensar o quanto também é importante que todas essas mulheres vejam Diana vulnerável, vítima de seus desejos e suas escolhas, e tendo que enfrentar grandes dilemas, como escolher manter vivo o amor da sua vida ou manter seus poderes e salvar o mundo?

 

 

Isso porque todas as mulheres devem poder enxergar que não precisam ser fortes e heroínas o tempo todo – mesmo que a sociedade patriarcal exija isso delas –. Assim como Diana, todas possuem o direito de enfrentar problemas, dilemas, possuir vulnerabilidades e lidar com dor, luto, moral, ética, desejos, etc. Se até mesmo Diana – deusa amazona imortal e heroína do mundo humano, além de ícone dessas mulheres – passou por todas essas questões, como mostrado claramente em 1984, por que mulheres humanas, que precisam lidar constantemente em suas rotinas com diversas questões, sem nem mesmo terem poderes ou vida eterna, não podem passar pela mesma coisa?

 

A resposta é que sim, vocês podem, mulheres! E esse parágrafo é destinado especialmente para vocês. Sei que o mundo de hoje exige que vocês estejam de pé, o tempo todo prontas para lutar e proteger o direito de vocês, para fazer com que suas vozes sejam ouvidas e seus corpos respeitados, mas vocês também são humanas, e devem cuidar de vocês. Não se cobrem demais, não se descuidem da saúde mental e corporal, não se deixem desvalorizar e nem mesmo se rebaixar, nem mesmo que o mundo inteiro tente fazer isso com vocês. Permitam que seus corpos possam se sentir cansados, permitam que suas aparências possuam seus “defeitos”, porque é isso que as tornam humanas, singulares e especiais. Se permitam descansar, parar um pouco para respirar e olhar sempre para o que é importante pra vocês. Assim como Diana, vocês todas possuem suas vulnerabilidades, mas é exatamente isso – muito além de qualquer poder – que torna vocês todas super heroínas.

 

 

E é por isso que Mulher Maravilha 1984 foi a minha escolha de melhor filme de 2020.

                                                                                                                        - Para Vitória Cardoso


Denunciar publicação
4 Curtidas
3 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você