[ editar artigo]

Meu primeiro aprendizado

Meu primeiro aprendizado

Sempre fui uma pessoa com interesse nas mais diversas áreas. E eu tentava conciliar tudo em 24 horas: 3 esportes; trabalho voluntário; leitura; aulas; pintura; entre tantos outros que meu texto seria só sobre isso.

E me peguei pensando diversas vezes: até que ponto eu consigo abraçar o mundo com as mãos?

Até que chegou o terceiro ano, ENEM para valer, incontáveis horas de estudo e até abri mão de outras coisas que gostava porque eu tinha um sonho, que era passar para a UFRJ.

Objetivo conquistado! Sonho realizado! E agora? Entrei na universidade, um mundo totalmente diferente e com milhares de possibilidades... e novamente quis abraçar o mundo com as mãos! Não somente quis, como abracei! Tive a chance de ser pesquisadora; bolsista de IC; estudante-atleta; coordenadora de esporte; participei de liga acadêmica; participo do Capítulo SPE; participei de muitos congressos/semanas/simpósios; escrevi e apresentei artigos; e o mais importante: fiz amigos para a vida.

E mais uma vez aquela voz ficava na minha cabeça: até que ponto eu consigo abraçar o mundo com as mãos?

Pensei muito sobre isso e cheguei à conclusão de que esse "ponto" nunca vai chegar. Nunca mesmo. Porque meu interesse, no final das contas, é em aprender. E para pessoas como nós, que gostam de conhecer coisas novas e amam "Como? O que? Por que?", o aprendizado nunca tem fim.

Uma das minhas frases favoritas é "O melhor conhecimento que você pode adquirir é aquele que você pode compartilhar". Deixo essa frase aqui para incentivar a todos a "se deixar transbordar".

Comunidade do Estágio
Ler conteúdo completo
Indicados para você