[ editar artigo]

Métodos de adaptação do presencial ao EAD

Métodos de adaptação do presencial ao EAD

A partir da declaração da OMS, de que no Brasil o contágio da COVID-19 se tornou uma pandemia, as escolas e universidades precisaram fechar as portas e adotar alternativas que provocassem menos impactos educacionais possíveis. Grande parte das universidades adotaram o ensino remoto e com isso, muitos alunos habituados às aulas presenciais precisaram reinventar suas rotinas. 

Em meio à ambientação de um sistema de ensino inédito para muitas instituições, as universidades públicas ainda tiveram o desafio de tornar o ensino remoto acessível a todo corpo docente. Grande parte ofereceu auxílio de inclusão digital para que os alunos de baixa renda pudessem ter uma melhor estrutura para assistir às aulas.

Em um momento em que as circunstâncias mudaram e fugiram do controle individual, a adequação da rotina é inevitável e necessária. Por mais que alguns casos sejam mais complicados que outros, em questão de privilégios de estrutura e ambiente, existem alguns métodos de estudo e organização que podem atender múltiplas realidades. 

Rotina Diária

Definir horários para estudar, trabalhar, dormir, acordar e consumir as refeições pode ser um divisor de águas para a produtividade. Essa prática simples pode ajudar em um impasse muito comum nessa quarentena: o sono desregulado, pois ao determinar horários é possível fazer muito mais coisas durante o dia, que possivelmente cansam a mente e o corpo, os preparando para uma noite de sono mais intensa e ajustando o relógio biológico.

Métodos de Organização

Planner e Bullet Journal são métodos de organização bastante populares hoje em dia, sendo o primeiro, um modelo pronto de agenda prática para ser preenchida mensal ou semanalmente de acordo com as necessidades pessoais, e o segundo um caderno em branco, no qual a própria pessoa faz a diagramação de acordo com suas preferências. Existem também diversos aplicativos e sites que permitem montar uma agenda visível, o Google Calendar, por exemplo, é um muito comum em celulares Android, mas também está disponível para IOS. Independente do método, o importante é ter os compromissos reunidos em um local visível e de fácil acesso, até Post-It colado na parede vale.

Apoios para estudo

Leitores de PDF podem ser grandes aliados durante o EAD para quem não quer imprimir textos acadêmicos. Eles permitem destacar trechos (como marca texto), inserir balões, notas, escrever à mão livre, circular, sublinhar, etc. É possível salvar o PDF com todas as alterações feitas, algo que facilita muito no caso de revisões posteriores. São alguns deles o XODO (meu xodó), Squid, Nutshell e Foxit Reader. 

A adoção dessas práticas pode tornar o ensino remoto muito mais fácil e proveitoso. Me conte nos comentários como você se adaptou ou pretende se adaptar a esse método de ensino e se conhecer mais alguma dica, compartilhe!

Comunidade do Estágio
Mariana Martins
Mariana Martins Seguir

Colunista Oficial AU | Estudante de Jornalismo | Aluna Pesquisadora Sempre bom lembrar: não fui eu, foi meu eu lírico.

Ler conteúdo completo
Indicados para você