Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

Lifelong Learning: a chave para sobreviver no século XXI

Lifelong Learning: a chave para sobreviver no século XXI
Gabriela Sant'Ana Morais
ago. 9 - 6 min de leitura
2 Curtidas
1 Comentários
0

Segundo o jornal britânico The Economist, famoso por suas previsões sobre tendências futuras, o lifelong learning já está se tornando um imperativo econômico, isto é, devido às diversas mudanças no mundo, já é necessário a adoção de um estilo de vida lifelong learning. No mesmo ano da publicação, em 2017,  a Forbes fez uma matéria concordando que o lifelong learning é a chave para a sobrevivência na era da automação.

Mas afinal, o que é o lifelong learning? 

Advindo da palavra inglesa, o termo “lifelong learning” pode ser traduzido como “aprendizado ao longo da vida” ou “aprendizagem para toda a vida” e refere-se a uma postura de aprendizagem e desenvolvimento contínuo que não se limita às formas de ensino formais como ensino médio, faculdade ou até mesmo uma especialização. Na realidade, aquele que adota esse estilo de vida, o lifelong learner, compreende que a educação ultrapassa os limites das instituições e busca desenvolver tanto o seu aspecto pessoal como o profissional. 

Segundo o The dictionary, o termo lifelong learning pode ser compreendido como:

“O fornecimento ou uso de oportunidades de aprendizagem formais e informais ao longo da vida das pessoas para promover o desenvolvimento contínuo e a melhoria do conhecimento e das habilidades necessárias para o emprego e realização pessoal.”

Já para o European Commission, é definido como:

"Todas as atividades de aprendizagem com objetivo de melhorar os conhecimentos, aptidões e competências numa perspetiva pessoal, cívica, social e / ou laboral.”

Sendo assim, podemos compreender que o lifelong learner é aquele que adota um estilo de vida de aprendizagem contínua nas mais diversas atividades, podendo ser formais ou informais, com o objetivo de desenvolver suas habilidades e competências pessoais, profissionais e sociais. 

Mas por que isso é importante? Porque o mundo está mudando e nós também precisamos mudar. 

Nesse mundo VUCA (volátil, incerto, complexo e ambíguo), se torna cada vez mais difícil prever quais habilidades precisaremos para o amanhã. Por isso, é de suma importância que a gente reveja a forma como olhamos para o aprendizado. 

Como aponta Conrado (2021),

“A matemática é simples: estamos vivendo (muito mais) e o mundo está mudando (muito) mais rápido. O aprendizado é o único caminho para nos mantermos relevantes e ativos.”

Agora que você já sabe o que é o lifelong learning, a pergunta é: como posso colocar isso em prática no meu dia-a-dia? 

Então aqui vão 6 dicas baseadas nas minhas pesquisas e experiências pessoais. 

1º Entenda que você é limitado

Sabe aquela famosa frase de Sócrates “Só sei que nada sei”? É exatamente ela que quero trazer aqui. Só se adota um estilo de vida de aprendizagem contínua, quem realmente acha que precisa aprender algo. 

2º Pense nos assuntos que você tem interesse

O processo de aprendizagem pode ser muito mais leve e interessante, se você alinhar com os seus gostos e interesses pessoais. O aprendizado pode estar conectado com a sua carreira, mas também com a sua vida pessoal.  Aqui vão algumas perguntas que podem te ajudar a pensar nos seus interesses e definir quais temas você irá se dedicar em aprender mais: se você tivesse que falar para uma multidão, qual tema falaria? Se você fosse matéria de uma revista, qual seria o tema da matéria? Para onde você está indo? Onde você quer chegar?

3º Diversifique as suas  formas de aprendizado

Agora que você já definiu o que você gosta e o que quer aprender, busque diferentes formas que você pode aprender sobre aquele tema. Atualmente, existem diversas maneiras e formatos, desde livros, audiobooks, podcasts, documentários, cursos online, aplicativos de celular, lives e até mesmo a leitura dos artigos produzidos aqui na Comunidade de Estágio. Encontre a melhor forma para você!

4º Encontre os seus porquês

Agora que você já definiu o que você gosta e o que quer aprender, entenda o porquê você quer aprender aquilo. Lembre-se que aprendizagem é um processo, então se não está claro o porquê você está se dedicando em aprender algo, provavelmente, não conseguirá manter isso ao longo prazo. 

5° Faça um planejamento e acompanhe o seu progresso

Há diversas ferramentas que você pode utilizar para criar uma meta.  Eu, pessoalmente, gosto muito da SMART que consiste em você definir sua meta em 5 aspectos:

6º Não se desgaste ao longo do processo

Não torne esse estilo de vida um peso. Somos seres humanos e não robôs. Se planeje, seja comprometido e busque pelo aprendizado, mas não se esqueça de separar um tempo para o seu lazer, descanso e saúde, OK!?

 


O meu objetivo aqui nunca é esgotar um assunto, mas dar um empurrão de curiosidade para ampliarmos nosso conhecimento sobre a temática. Sendo assim, deixo algumas recomendações caso queira estudar mais sobre o estilo de vida Lifelong Learner.

Livro: Lifelong learners – o poder do aprendizado contínuo: Aprenda a aprender e mantenha-se relevante em um mundo repleto de mudanças do Conrado Schlochauer. 

Vídeo: série de aulas do Leandro Karnal sobre "A mentalidade de desenvolvimento contínuo" no canal da PUCRS.

Podcast: "O Lifelong learner como estilo de vida" do Carreiras digitais.

Espero que você tenha curtido esse conteúdo! Me conta aqui nos comentários o que achou do tema, se já tem colocado em prática e compartilhe algumas dicas pessoais. Assim podemos crescer juntos!

Abraços, Gabriela ;)


Denunciar publicação
2 Curtidas
1 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você