[ editar artigo]

Leitura: prazer ou obrigação?

Leitura: prazer ou obrigação?

Por mais que seja fundamental para a formação intelectual de uma pessoa, a leitura tem recebido cada vez menos importância. 

A população como um todo não lê textos mais longos atualmente e isso acontece porque muitas vezes a rotina das pessoas não permite, seja por falta de tempo ou pela correria do dia a dia.

 

Estimular a leitura


O incentivo à leitura deve começar desde a infância para que a criança desenvolva o hábito de ler e consiga aprimorar seu vocabulário, sua ortografia e sua interpretação sobre os textos.

 

A introdução ao mundo dos livros deve ser feita de maneira gradual, começando com aquilo que a criança mais gosta para depois evoluir para uma literatura com uma linguagem mais aprimorada.

Na educação básica, principalmente no ensino fundamental, os livros paradidáticos são trabalhados justamente para incentivar a leitura entre os alunos.

 

Nem tudo são flores


Na teoria, é lindo. Já na prática, falha. Quando é pedido para um aluno do 6º ano do ensino fundamental ler o icônico Dom Casmurro, por mais que seja uma obra extremamente prestigiada, esse aluno não vai criar conexão com uma linguagem que está tão distante da realidade dele.

Esse é só um exemplo que, em vez de incentivar a leitura, prejudica e desmotiva o aluno nesse mundo espetacular da literatura.

 

A leitura aliena, mas também liberta


Textos mais longos, com uma complexidade maior e que incomodam as pessoas, no sentido de fazer pensar, não são tidos como algo prazeroso justamente porque não são alienados ao sistema.

Algumas obras que foram criadas para o mercado e com um público-alvo bem específico são vistas como um grande agrado ao ego das grandes massas, já que foram criadas exatamente com esse intuito. 

Por mais que ler seja visto por uns como obrigação, por outros é visto como um prazer, um hobby. Existem aquelas pessoas que leem por puro entretenimento e outras que utilizam essa capacidade para estudar e agregar coisas novas ao seu conhecimento.

 

Respeitar os gostos de cada pessoa em relação ao que cada um se diverte, dentro dos limites judiciais, é obrigação de cada cidadão dentro de uma sociedade.

 

Dica


O hábito da leitura deve ser apresentado às crianças para que sejam formados cidadãos pensantes com opinião crítica de autoria própria. O que mais a gente encontra mundo afora são pessoas que fazem de suas, opiniões que são de outros e não criam seu próprio pensamento crítico.

Esse incentivo não deve recair somente sobre os pequenos, mas sobre os que já são adultos também, para que eles passem esse hábito a seus descendentes e isso vire uma bola de neve do bem.

 

Se você gostou desse texto, confira outras publicações lá no meu perfil.



Fiquem bem!

Abraço do MJ! Até a próxima 😎

Comunidade do Estágio
Ler conteúdo completo
Indicados para você