[ editar artigo]

Importância do repertório diverso na resolução de problemas

Importância do repertório diverso na resolução de problemas

Capacidade em solucionar problemas complexos e criatividade.

Essas são 2 entre as 10 habilidades da próxima década segundo o Fórum Econômico Mundial. E é a união do que a muitas empresas procuram: solucionar problemas de forma inovadora.

“Como?” é meu questionamento ao saber isso (e pode ser que seja o seu também). Como posso desenvolver essas habilidades no meu dia a dia? Só de pensar em “criar algo novo e diferente de tudo já existente” eu já criava uma barreira invisível. 

No meio de todos os medos e incertezas, no início da quarentena fiz um curso chamado Reaprendizagem Criativa, do Murilo Gun (se você ainda não conhece Murilo, dá uma pesquisada. O cara é fora da curva!).

Murilo ensina criatividade como uma ferramenta para resolução de problemas. E durante o curso, ele cita uma palavra criada por si próprio que, pra mim, é o pulo do gato.

 

COMBINATIVIDADE. 

É a combinação de coisas já existentes, mas que nunca tinham se relacionado anteriormente. Depois disso, pareceu simples. Precisava combinar coisas - e para realizá-las, precisava ter variedade e quantidade de diferentes elementos no meu repertório.

Repertório é basicamente a soma de todas as experiências (sejam elas boas ou ruins) que passamos.Tudo que erramos, acertamos, lemos, vivemos, ouvindo, fracassamos e por aí vai...

Então, se para resolver problemas podemos combinar coisas, a nossa capacidade de criar e solucionar está diretamente ligada à quantidade de elementos que temos em nosso repertório. E tão importante quanto a quantidade de inputs que colecionamos, é a diversidade deles, pois ela amplia o potencial de combinações nunca feitas antes.

Daí, quando falamos em aumentar quantidade e diversidade de repertório, às vezes parece que vai ser muito trabalhoso e vai precisar de muita disciplina.

Ler vários livros de uma vez.
Fazer todos os cursos grátis que apareceram pela frente durante a quarentena.
Assistir várias vídeo aulas no youtube.

Essas coisas trazem muitos conhecimentos e podem gerar um bom repertório? Com certeza! Mas não é só isso. Podemos fazer isso no nosso próprio dia a dia. 

De vez em quando você pode mudar o caminho e passar por uma rua que você normalmente não costuma passar.
Ou ouvir um estilo de música diferente do que você costuma escutar.

Um repertório diverso fará com que você tenha mais opções de combinações e tenha mais possibilidades de soluções para resolver problemas. Se permita vivenciar coisas novas - mesmo que pareça não agregar diretamente na sua realidade agora.

“Você não pode ligar os pontos olhando para frente, você só pode ligá-los olhando para trás”

Talvez pareça inútil agora, mas como disse Steve Jobs nesse discurso, você só vai conseguir combinar e ligar os elementos depois vivenciá-los. Toda experiência é uma oportunidade para gerar inputs e diversificar seu repertório.

O que você vivenciou de diferente hoje? Me conta aí!

Comunidade do Estágio
Julia Vizotto
Julia Vizotto Seguir

Colunista Oficial da Comunidade. Estudante de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você