[ editar artigo]

Habilidades que podemos desenvolver para gerenciar nossas emoções.

Habilidades que podemos desenvolver para gerenciar nossas emoções.

 

E aí galera, tudo bem?

Como vocês andam lidando com as emoções?

Somos seres sociáveis por essência,mas sabem o motivo da importância de desenvolver as suas habilidades socioemocionais?

Desenvolvê-las é fundamental para podermos viver em sociedade e construindo relações mais saudáveis. E muita das vezes,não é uma tarefa fácil para todos.

Vamos entender melhor como funciona? 

 

  • O que são habilidades socioemocionais?

A Escola da Inteligência criada pelo médico, psiquiatra e escritor DR. Augusto Cury define da seguinte maneira:

''As habilidades socioemocionais compreendem uma série de competências que os seres humanos possuem para lidar com suas emoções, gerenciar metas de vida e se relacionar com as outras pessoas. Essas habilidades abrangem o autoconhecimento, a empatia — capacidade para se colocar no lugar do outro —, o espírito colaborativo,a resiliência — capacidade de superar obstáculos bem como adaptar-se a mudanças e situações adversas.''

 

  • A importância dessas habilidades.

Augusto Cury afirma que, se as pessoas quiserem ter dias felizes, elas precisam aprender a gerenciar as próprias emoções. Para tanto, é preciso adquirir ferramentas que as “façam ter saúde emocional em uma sociedade altamente doente, estressante, explosiva e dramaticamente digital, que nos leva a conectar com milhares, mas rara e profundamente com alguém e, menos ainda, conosco”.

 

  • Habilidades socioemocionais nas escolas.

Segundo o site  Zoom Education  e outras fontes entendem que ,devido elas estarem ligadas à nossa capacidade de pensar, sentir, decidir e agir, variam de indivíduo para indivíduo – sempre considerando a realidade e o contexto de cada um.

Isso justifica a preocupação e a necessidade de incluir o desenvolvimento das competências socioemocionais na grade curricular de todas as escolas, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio.

Na prática, pretende-se formar alunos com uma boa capacidade de resolver problemas, que consigam se comunicar bem e que estejam abertos a viver novas realidades e experiências. 

O que deve se desdobrar para a vida pessoal desses indivíduos e, futuramente, para sua vida profissional. 

Com base nisso, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) aprovada em 2017, que norteia as propostas pedagógicas e os currículos das escolas públicas e particulares do Brasil, incluiu as competências socioemocionais como parte dos conteúdos a serem trabalhados em salas de aula, a fim de garantir não apenas o direito à aprendizagem, mas, também ao desenvolvimento humano. 

Tamanha é a importância desse tema que a  BNCC inclui as “competências socioemocionais” em cada uma de suas 10 competências gerais.

                                                                                        

  • As 10 competências gerais da educação básica ,segundo o MEC e a BNCC.

As escolas de todo o Brasil tinham até o ano de 2020 para contemplar as competências socioemocionais em seus currículos. Sendo elas:

  1. Conhecimento 
  2. Pensamento crítico, científico e criativo 

  3. Senso estético 

  4. Comunicação 

  5. Argumentação 

  6. Cultura digital 

  7. Autogestão 

  8. Autoconhecimento e autocuidado

  9. Empatia e cooperação

  10. Autonomia

Acredito que o artigo voltado ao pensamento crítico, já te ajude a desenvolver gradualmente.

 Como o pensamento crítico influencia a fazer escolhas mais conscientes?

A maioria dessas competências acima, já são as mais requisitadas pelo mercado de trabalho e acredito não  ser mais  novidade para ninguém.

Elas sendo desenvolvidas desde criança,será muito mais fácil para as mesmas quando chegarem ao mercado de trabalho,além da estrutura emocional que será  melhor.

Devido a nossa geração não ter tido essa oportunidade nas escolas ,que faz esse artigo se tornar ainda mais importante,pois muitos de nós não temos essas competências desenvolvidas tendo que ''correr'' agora para dar conta do que o mercado de trabalho entende hoje como o essencial para entrar ou se manter nele.

#entãoficaadicagalera

 

  • A importância para o mercado de trabalho.

A educação socioemocional, sendo levada em consideração na formação, os jovens terão condições de realizar escolhas profissionais mais assertivas, como sempre trago nos  meus artigos. Pois, mais importante do que fazer uma escolha,é aprender a fazê-la.

Por mais que os indíviduos se capacitem profissionalmente por meio da formação acadêmica,profissionalizante e técnica,é sabido que isso não é sinônimo de sucesso.

É necessário saber lidar com as pessoas em qualquer ocasião,ou seja, ter  habilidades intra e interpessoais.

Ter somente habilidades técnicas não sustenta mais ninguém no mercado de trabalho e saber disso já um começo não acha?

Por isso que o autoconhecimento sempre está envolvido, quando se trata de habilidades,pois saber quais são as suas é preciso se autoconhecer para depois começar a trabalhar seus pontos fortes e fracos.

Se ligou??

Então é  necessário que o profissional consiga gerenciar suas emoções a fim de regular seus comportamentos para alcançar seus objetivos pessoais e profissionais.

Já parou para refletir, como é seu comportamento no dia a dia diante de situações complexas e que te deixa tenso?

                                                                                   

  • Algumas outras habilidades socioemocionais.

  1. Felicidade
  2. Autoestima
  3. Ética
  4. Paciência
  5. Confiança
  6. Responsabilidade

 

#Dicas

Então...vamos desenvolver?

Seguem dois sites em que têm todas as informações necessárias para:

 

 

Inté...

 

#pormaisuniversitáriossaudáveis

#desenvolvimentohumano

 

 

 

 

 

 

Comunidade do Estágio
Laís Santiago
Laís Santiago Seguir

Estudante de Administração e Orientadora de Carreira | Apaixonada por Desenvolvimento Humano

Ler conteúdo completo
Indicados para você