Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

EducAÇÃO - carência do Brasil

EducAÇÃO -  carência do Brasil
Ana Carla Gouveia
ago. 23 - 2 min de leitura
11 Curtidas
4 Comentários
0

Existe uma frase que diz:  conhecimento é a única coisa que ninguém pode nos tirar. É um fato. A educação começa muito cedo em nossa sociedade, e desde a educação infantil, até o pós doutorado, o processo de desenvolvimento e capacitação através da educação é constante e também, opcional.

Entretanto, nem todas as pessoas tem a oportunidade de optar pela educação. 

O Brasil tem ainda  cerca de 11 milhões de analfabetos. São pessoas de 15 anos ou mais que, pelos critérios do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), não são capazes de ler e escrever nem ao menos um bilhete simples.

É uma triste realidade, e parece ser muito distante de nós, leitores... Algo tão simples e tão complexo, como ler e escrever segue sendo uma estatística notória e preocupante.

Segundo o MEC, O Brasil tem 6,5 milhões de universitários, sendo 6,3 milhões em cursos de graduação e 173 mil na pós-graduação. Ou seja, a soma de graduandos e pós graduandos ainda é menor do que o total de analfabetos no território Brasileiro.

Me pergunto, por que ficamos nessa inércia e até quando essa será a realidade desse nosso amado país subdesenvolvido? Triste ter que redigir sobre isso, ainda mais sendo professora alfabetizadora... No meu mundo ideal, todas as pessoas teriam não só a oportunidade, mas também o prazer de poder estudar e aprender.  Um sonho que poderia ser realidade, se não fossem tantos escândalos políticos e descasos com a educação brasileira.

Hoje meu texto é mais sério, crítico e reflexivo. Que você, leitor, possa agradecer pelos seus privilégios educacionais e por tudo que você já estudou,  que ninguém pode lhe tirar, apenas pode ser transferido e repassado...

Com pesar, me despeço. Um bom final de semana, fiquem com Deus!

#usemáscara



Denunciar publicação
11 Curtidas
4 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você