Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

Desenvolva o seu feeling de uma vez por todas

Desenvolva o seu feeling de uma vez por todas
Thaís Martins
jul. 30 - 5 min de leitura
2 Curtidas
1 Comentários
0

Você conhece alguém que tenha feeling ou autodomínio para negócios?

Ou que tenha uma elaboração no quesito sensibilidade, que leva a produções diferenciadas em artes e músicas?

Estamos em um mundo exigindo cada vez mais uma tomada de decisão rápida e o feeling se tornou suporte interessante.

Ter feeling significa que temos uma boa impressão, baseada em nossa vivência, sobre qual caminho tomar para alcançar o futuro que desejamos.

A palavra é de origem inglesa e assumiu um novo significado em nossa língua. Se formos traduzir de modo livre, podemos dizer que significa sentimento ou sensação. No entanto, o feeling tomou uma conotação de pressentimento ou intuição.

Somos seres racionais na maior parte da nossa vida, mas todos temos momentos em que a intuição se manifesta, em especial quando o assunto se refere aos nossos sonhos e motivações. Mesmo a pessoa mais racional que você conhece age, algumas vezes, por impulso ou emoções.

Ok, Thaís, então você está me dizendo para deixar a racionalidade de lado em tudo?

Jamais! Quero te mostrar como desenvolver para usar de forma inteligente. É preciso usar com bastante cuidado pois ela pode levar a equívocos, impulsos e atitudes precoces.

Quando usado de forma inteligente, o feeling ajuda a ter mais confiança na hora de dar um direcionamento, alinhar os valores de líderes e funcionários do negócio; Também pode servir como adicional para tomada de decisões, em especial quando precisarem de agilidade, aqueles momentos que exigem uma resposta muito rápida, no qual é impossível consultar informações ou opiniões de outras pessoas. NÃO USE em casos de explosão emocional, em que estamos muito alegre, tristes ou com raiva.

Exemplos de utilização do feeling nas empresas

  • Facebook

Primeiro, o Mark Zuckerberg havia idealizado o Facemash, rede em que os estudantes poderiam visualizar fotos para escolher aqueles por quem mais se interessavam. Depois, Chris Hughes, Eduardo Saverin e Dustin Moskovitz se uniram a Zuckerberg para lançar a plataforma TheFacebook.com, permitindo a montagem de perfis pelos usuários.

intuição foi importante, primeiro, para a troca de nome do site, que passou a se chamar Facebook após sugestão de Sean Parker.

Em seguida, o feeling levou Zuckerberg a apostar no sucesso da rede social como um negócio, deixando que fosse utilizada por estudantes de universidades em todo o mundo, no fim de 2005.

Já em 2006, o executivo tomou uma atitude ousada, abrindo o Facebook para qualquer usuário que se interessasse.

  • MCDonald's

A rede começou com o investimento dos irmãos Richard e Maurice McDonald, em 1940, no sul da Califórnia. A venda de hambúrgueres e a entrega aos clientes dentro de seus carros levou ao sucesso da marca que, nos anos 1950, atraiu a atenção do empresário Ray Kroc.

A intuição de Kroc iniciou uma trajetória de expansão do McDonald’s para outras regiões dos Estados Unidos e do mundo.

Também foi fundamental para que os restaurantes definissem crianças e famílias como seu público-alvo – outra estratégia bem-sucedida da marca.

Usaram o feeling para tomar uma decisão assertiva.

Como desenvolver mais o seu feeling?

  1.  Invista em inteligência emocional

É indispensável separar emoções e feeling. As emoções vêm como reações espontâneas diante de estímulos que recebemos. Quem não sabe gerenciar essas emoções acaba tomando atitudes impulsivas que deterioram seus relacionamentos dentro e fora do trabalho.

 2. Conheça sua área de atuação

Isso vai aumentar a tomada de decisões assertivas. Quanto mais informações você tiver do seu segmento de atuação, mais experiências e materiais vão complementar o seu feeling.

 3. Valorize as lições

Errou? Segue em frente. Os erros fazem parte de qualquer carreira. Anote tudo o que você para ajudar a melhorar o seu produto, serviço equipe ou você mesmo.

4. Treine sua mente

Anatomicamente, o cérebro está dividido em duas metades - o hemisfério esquerdo e o direito. O esquerdo tende a ser mostrado como a morada da lógica e da racionalidade. O direito tende a ser descrito como a fonte da intuição e da criatividade. Então, exercitar seu hemisfério direito trará mais criatividade, flexibilidade e suporte para desenvolver o feeling. Já o hemisfério esquerdo pode ser estimulado com quebras-cabeças, jogos nesses temas, atividade física, entre outros.

5. Reforce a autoconfiança

A intuição se manifesta como nossa voz interior. Busque ampliar a confiança em si próprio para turbinar essa intuição.

O que achou dessa técnica? Me deixa saber aqui! ⬇️

Se tem alguém que merece saber disso, manda esse artigo. 😉

Fonte das dicas: fia


Denunciar publicação
2 Curtidas
1 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você