[ editar artigo]

Criatividade: saiba como estimular o seu potencial criativo

Criatividade: saiba como estimular o seu potencial criativo

Nascemos com o mundo inteiro no nosso quintal, se me permite a referência aos Backyardigans. A criatividade é uma coisa que nos acompanha desde o nascimento. E isso é uma verdade. Mas, à medida que nos tornamos adultos, somos moldados de acordo com os bloqueios mentais. E é sobre isso que vamos refletir nesta publicação.

Não me abandone ao longo do caminho, garanto que você sairá um pouco mais criativo desse nosso encontro.

Conceito de criatividade

Você sabe que a criatividade é uma ação humana e está presente em diversas áreas? Sabe também que ela pode ser percebida em ações simples do nosso dia-a-dia? Vou conceituá-la para que fique mais simples para o nosso entendimento.  

 

A criatividade é um processo cognitivo que envolve o desenvolvimento, concepção ou descoberta de uma ideia. Seja na elaboração de produtos ou serviços inovadores, como também pode ser para uma boa ideia que agregue valor ao serviço ou produto já existente. Ainda não ficou simples?

 

Em outras palavras, criatividade é a capacidade de uma pessoa criar ou perceber algo novo, mas não necessariamente do nada. Sendo assim, pode ser uma nova percepção sobre algo que já existe. Você vai dar sentidos diferentes à roda, mas não vai precisar inventá-la outra vez, entende? 

 

A roda gira, mas, com criatividade ela voa

Você vai ver o uso da roda como banco artesanal, mesa de centro, material para atividade física, nos veículos ou em qualquer lugar que a imaginação do dono da roda permitiu que ela fosse percebida. A criatividade é a percepção de olhar à mesma coisa que todos estão olhando e enxergar algo diferente

 

Mas como se olha diferente, se passamos por um processo de padronização a vida inteira? O nosso quintal volta a ser apenas o nosso quintal. 

 

Mente criativa não era matéria do meu curso

O excesso de normas cria um excesso de regras, que consequentemente paralisa um negócio ou uma pessoa criativa. É aquele momento em que você sabe tanto sobre regras, que o seu pensamento já age no padrão. Isso é comum e, às vezes, pode ser provocado pela falta de experiência, como foi no meu caso.

 

Quando comecei como voluntário de comunicação, no Prototipando a Quebrada, muitas vezes tolhi a minha criatividade por saber só executar o padrão. Com isso, só me permitia ir até onde os cursos haviam me apresentado. Mesmo sendo uma pessoa muito criativa e com uma mente muito fértil, o medo de errar era maior. Você também já passou por isso?

 

Bloqueios criativos: o 10 aqui não é bom

Contudo, não fique preocupado. Existe uma forma de reverter isso. Mas, antes você precisa saber quais são os principais bloqueios que te afetam. Vou apresentar os principais bloqueios, são 10, segundo Roger Von Oech (1995), que podem acabar com um negócio ou com uma pessoa criativa: 

 

  1. A busca por respostas certas. Para o exercício da criatividade, o mais importante é a busca de outras respostas certas
  2. O excesso de raciocínio lógico. Use metáforas para buscar novas ideias
  3. Evite ser prisioneiro de hábitos. Entre o juiz e o artista, escolha ser artista
  4. Evite ser muito preciso. Enxergue novas definições para uma mesma situação
  5. Evite a frase é proibido errar. Erros podem indicar indícios de inovação
  6. Cuidado com o entendimento de que brincar é falta de seriedade. Ambientes divertidos são favoráveis à boas ideias
  7. Cuidado com o conformismo e  pensamento de grupo. Isso é horrível para o pensamento diferente e criativo
  8. Perceba que destruição ou violação das normas pode ser o caminho para ideias criativas
  9. Evite se apaixonar pelas ideias. Busque outras boas novas ideias 
  10. Deixe de lado os pensamentos que dizem que você não é criativo

 

Quais desses pensamentos tem limitado a sua imaginação? Faça esse exercício de reconhecimento. 

 

Criatividade: a inspiração vem da transpiração

Fez o exercício? A inspiração vem da transpiração. Não é magia. Até para fazer magia, você precisa estudar. Hogwarts não me deixa mentir. Como ele não é o “você sabe quem”, posso falar o seu nome. John Howkins, numa entrevista sobre economia criativa, disse que a criatividade têm três princípios básicos:

  • A imaginação e a criatividade não são características especiais (Lembra que já vimos que todos nascemos criativos?)

  • A criatividade requer liberdade para pensar

  • A liberdade precisa ter acesso ao mercado   

Ainda na ideia de transpiração, ele diz que estudar é um elemento chave para o surgimento de novas ideias. Pois é um processo autônomo, voluntário e contínuo. Parar de estudar, é parar de viver (pausa dramática).

 

Fechando a entrevista de Howkins, a fórmula da criatividade é: estudo+ adaptação= criatividade. 

Vamos transpirar?

Em resumo, fecho esse nosso encontro com alguns exercícios/ dicas fundamentais para você estimular a sua criatividade. Vamos transpirar?

 

Dicas:

  1. exercite a flexibilidade;

  2. busque aprendizagem contínua;

  3. busque o autoconhecimento;

  4. troque ideias;

  5. conheça outras áreas e exercite o processo criativo.

 

Solte a criatividade, sem medo de errar. 

 

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você