Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

Aprender e agradecer

Aprender e agradecer
Luiza Saidel
ago. 6 - 5 min de leitura
0 Curtidas
0 Comentários
0

Durante os exatos dois anos do meu estágio na Comunicação Interna da Ipiranga, pude participar da organização das  festas de fim de ano - para mais de mil pessoas! -, trabalhos voluntários, jantares executivos, conheci uma base de combustíveis e até do reflorestamento de um mangue eu participei. Foram tantos acontecimentos que eu poderia escrever um texto inteiro  sobre essas histórias. 

Claro que todas tiveram um papel único para o meu desenvolvimento pessoal e profissional. Mas hoje, vim contar sobre um dia especial que ficou na minha época como estagiária. 

A minha área queria implementar uma rede social interna já que a nossa intranet estava bem ultrapassada. Como uma das estagiárias do time, eu tinha a responsabilidade de analisar parceiros e levantar seus prós e contras. Assim, daríamos início às negociações com os fornecedores desse serviço.

Um dia, em meio a pesquisas e benchmarks, recebi um convite para participar de uma apresentação do Workplace, a rede social corporativa do Facebook. Ela aconteceria no Belmond Copacabana Palace, um dos hotéis mais conhecidos do Rio de Janeiro. 

Achei super chique este convite e ao comunicar a minha coordenadora, ela me pediu para comparecer à reunião em nome de nossa área e empresa. Claro que fiquei nervosa e animada ao mesmo tempo animada com a responsabilidade e aceitei a sugestão dela, que me deu algumas orientações.

No dia, a minha gestora pediu um táxi para eu ir até o evento e ao chegar, minha primeira reação foi tirar foto de tudo - de forma discreta - e ficar na minha. Aí está o meu primeiro aprendizado: o networking. Não me considero tímida, mas naquele momento eu preferi ficar no meu canto, usando o celular e não aproveitei para conhecer pessoas de outras empresas e áreas. Depois fui perceber o quão importante é essa troca em eventos corporativos.  

Durante a reunião, houve um momento de apresentação pessoal. Nesta hora, cada convidado disse seu nome, cargo, a empresa da qual fazia parte e algumas informações sobre ela, como número de funcionários e idade da companhia. Foi aí que percebi a importância do evento em que eu estava! Ao redor da mesa quadrada, se apresentaram coordenadores de comunicação, gerentes de Recursos Humanos e até diretoras de grandes empresas nacionais. 

Na minha vez, usei o meu "tom de voz da confiança" - aquele que usamos nas entrevistas de emprego - e disse com uma risada ao final "Eu sou Luiza, estagiária de comunicação interna da Ipiranga". Falei também sobre a empresa e um pouco de sua estrutura, mas ao dizer "estagiária", todos os olhares se voltaram para mim com um sorriso no rosto.

Haviam estagiários na sala também, mas eu era a única que estava sozinha. Naquele momento, eu me dei conta da responsabilidade que a minha equipe havia me dado e como eu devia aproveitar aquela oportunidade para aprender. 

Anotei tudo o que foi dito e aconteceu ao longo do encontro. Afinal, eu teria que repassar tudo para o meu time. O dia terminou com o melhor coffee break que já vi e com algumas pessoas vindo falar comigo sobre como era legal eu estar ali em nome da minha empresa. Fiquei muito feliz!

No dia seguinte, tive que agradecer pela oportunidade para a minha coordenadora e minha supervisora do estágio. Vi como foi importante para mim, a pessoa com o menor cargo na hierarquia da equipe, representar todas as cinco pessoas que faziam parte daquele projeto. Percebi o quão significativo foi a chance de sentar e me apresentar ao lado de gestores de diferentes empresas e estando de igual para igual. 

Aprendi a ser grata pelos aprendizados que estava recebendo, pelas chances de comparecer a eventos, ter contato com pessoas de outras empresas, falar em nome da minha equipe e a ter confiança em mim mesma. 

Acredito que todos que passam por algum estágio na vida merecem e precisam ter esse tipo de experiência. Poder olhar ao redor e dar conta de que somos peça fundamental para nossas equipes e empresas. Poder agradecer pelas lições, por mais simples que elas possam parecer hoje. 

Esse foi um acontecimento que marcou como estagiária e que queria compartilhar para lembrar que toda etapa do caminho é importante e única e que, assim como as pessoas na reunião que ficaram felizes com a minha presença, sempre haverá alguém para valorizar o seu trabalho. 

 

 

 

 


Denunciar publicação
0 Curtidas
0 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você