[ editar artigo]

Ainda vale a pena fazer uma faculdade?

Ainda vale a pena fazer uma faculdade?

 

Eu não sei quanto ao que vocês pensam, mas eu sou de uma geração extremamente imediatista, que sempre surge na cabeça aquela dúvida: "ainda vale a pena fazer uma faculdade?"

Eu poderia dar a resposta agora, mas não teria graça. Até porquê não existe uma resposta certa ou errada. 

A importância de concluir o ensino superior depende MUITO das suas pretensões na vida, a profissão que você vai escolher, as demandas do mercado de trabalho da área escolhida...

Enfim, não há uma resposta 100% correta. Vou explicar o por quê.

 

Nas profissões mais tradicionais, como: médico, engenheiro, professor, biólogo, advogado, etc. Um curso superior é fundamental. Você não consegue exercer tais atividades caso não tenha uma formação superior reconhecida pelo MEC (pelo menos em terras tupiniquins). 

 

Caso você seja mais moderninho e queira fugir dessas áreas mais tradicionais, o mercado tem espaço para você. E não necessariamente você irá precisar de um curso superior para entrar no mercado. Vou dar alguns exemplos:

Eu tenho amigos que são das áreas de Marketing, Desenvolvimento, Jornalistas... e não fazem faculdade! Muitos deles ocupam cargos de responsabilidade em empresas de prestígio e alcançaram tal feito sem depender de um diploma universitário.

Mas pera aí, como eles chegaram lá?

Estudando! E muito!

Não é porquê você não quer fazer uma faculdade, que você irá fugir dos estudos. O estudo é a base intelectual de qualquer ser humano. Sempre foi e sempre será. Ao menos que você seja o Neymar, aí você não precisa estudar mesmo (sem ofensas, Neymar).

 

 

A diferença é que esses meus amigos focaram os seus esforços para estudar sobre as suas áreas de atuação. Eles fizeram cursos de curta/média duração, especializações, Hackathons, Workshops, Palestras... enfim. Usaram meios alternativos para obter o conhecimento necessário para aplicá-lo na sua profissão.

E não tem NADA de errado nisso.

Essas profissões que eu citei, elas são profissões muito novas e mundo acadêmico ainda não está 100% preparado para lecioná-los através de um curso superior. Ou seja, para essas pessoas, independente de ter um curso superior ou não, eles precisarão usar esses meios alternativos para se preparar para o mercado.

 

"Mas pô, eu não sigo/seguirei nenhuma dessas profissões aí. Por que eu preciso de uma faculdade?" 

 

Se a sua profissão desejada não requer obrigatoriamente um diploma superior para exercê-la e mesmo assim você está na dúvida se vale ou não fazer uma faculdade, escuta isso aqui.

 

Outro dia eu estava escutando o Flow Podcast, em que o convidado era o Samy Dana (Economista com PhD em Harvard). E nesse episódio, eles debateram sobre esse assunto (inclusive foi a minha inspiração para este post). O Samy usou o seguinte conceito:

 

"A faculdade que você fez, independente se ela será aplicada ou não no seu dia-a-dia profissional, ela significa algo além de um diploma. Ela significa uma sinalização. Ou seja, se você estudou em uma grande Universidade (como o ITA, por exemplo), e concluiu os estudos, você está sinalizando para o mercado que você é um cara f*da! Você está mostrando que você se dedicou, estudou e foi capaz de se formar em uma das faculdades de maior prestígio do País!"

 

O Samy tá totalmente certo

Independente da sua área de atuação, um diploma superior em uma Universidade de renome, poderá ser o grande diferencial entre você e os outros 100, 200, 300 candidatos que disputam a mesma vaga. 

 

Então, voltando a pergunta do título do post: "ainda vale a pena fazer uma faculdade?"

 

Do meu ponto de vista e em uma resposta simples e curta: sim, vale. Mas também vale a pena fazer um estudo aprofundado sobre o mercado de trabalho da área escolhida, sobre os profissionais de destaque da área e as recomendações dos recrutadores.

 

Use o LinkedIn para isso. 

 

Eu vou ficando por aqui. Espero que esse texto tenha te ajudado.

 

Um grande abraço e #FiqueemCasa!

 

Comunidade do Estágio
Will Stellet
Will Stellet Seguir

Estudante de Marketing, empreendedor e produtor de conteúdo nas horas vagas. Sou um apaixonado pela tecnologia, por business, empreendedorismo e por fazer a diferença na vida das pessoas. Os meus textos dizem muito sobre quem eu realmente sou.

Ler conteúdo completo
Indicados para você