Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

A solução de um conflito precisa ser sempre judicial?

A solução de um conflito precisa ser sempre judicial?
Kamila Camargo Dolinski
out. 23 - 3 min de leitura
3 Curtidas
2 Comentários
0

Com um número de demandas judiciais cada vez maior temos o nosso sistema totalmente sobrecarregado, mas será que os processos judiciais são as únicas alternativas para a solução de um conflito?

 

A resposta é NÃO!

 

Os meios autocompositivos estão cada vez mais presentes na nossa realidade e são uma grande saída para a sobrecarga de demandas judiciais.

los angeles starz GIF by Vida

De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) cabe ao judiciário oferecer instrumentos adequados para o tratamento de conflitos, e o uso de meios consensuais de solução de conflitos. 

 

Estes meios visam suprir a necessidade de formas mais eficientes de solução de conflitos que o processo judicial, sendo que eles são meios disponíveis, mas não impostos.

 

Algumas das vantagens relacionadas a aplicação dos meios autocompositivos de solução de conflitos são:

  • Economia de tempo;
  • Menos desgaste emocional;
  • Valoriza a cultura de paz;
  • Atende aos interesses de todos;
  • As partes tem o controle do processo e há prevalência de suas decisões;
  • Os envolvidos conhecem sua realidade;
  • Com a decisão encerra-se a disputa
  • Reduz o número de demandas judiciais;
  • Contribui para a pacificação social.

Com as vantagens expostas vamos nos atentar agora a dois modelos de solução consensual de conflitos: a mediação e a conciliação.

MEDIAÇÃO

Quando estamos nos referindo a mediação estamos falando daquele método em que o mediador facilita o diálogo entre as partes para que elas proponham as próprias soluções, ou seja, o mediador não interfere no diálogo ele o facilita.

É extremamente necessário que o mediador saiba estruturar os pedidos feitos pelas partes sempre traduzindo a linguagem centralizada em linguagem conciliatória.

Temos também que esse método é utilizado preferencialmente em casos que houverem vínculo anterior entre as partes, sendo então casos mais complexos.

 

CONCILIAÇÃO

Diferentemente do processo de mediação, na conciliação o terceiro facilitador da conversa interfere de forma mais direta, o conciliador poderá sugerir soluções para a disputa.

Este processo normalmente é utilizado em casos mais simples em que não há vínculo entre as partes.

 

De maneira geral, os meios autocompositivos facilitam o diálogo entre as partes para que as mesmas decidam consensualmente a resolução dos conflitos. Sendo que a decisão não se impõe há nenhum terceiro.

Um terceiro será designado apenas para atuar como mediador/conciliador/facilitador.

 

De maneira simples e clara o processo de decisão consensual irá promover uma boa relação no final do conflito, pois ambos os lados serão ouvidos de maneira igualitária, ambos poderão entender e se colocar no lugar do outro, sendo a empatia um valor muito valorizado aqui, além de que com a agilidade do processo o conflito não irá se prolongar e a insatisfação com  a situação não acarretará em ressentimentos entre as partes.

 

Peace Out GIF

 

 

 

 


Denunciar publicação
3 Curtidas
2 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você