Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

A PSORÍASE E O MERCADO DE TRABALHO

A PSORÍASE E O MERCADO DE TRABALHO
KARLLA MIRANDA DA  COSTA
out. 30 - 4 min de leitura
0 Curtidas
0 Comentários
0

Para uma parcela da população, mesmo antes da pandemia, se firmar no mercado de trabalho não vem sendo uma tarefa fácil.

Não necessariamente por não terem uma qualificação e sim porque  cerca de 3% da população mundial, sendo 5 milhões de brasileiros são afetados pela doença chamada psoríase .

"É doença cutânea com um componente hereditário, caracterizada pela erupção de placas eritematosas cobertas de escamas esbranquiçadas ou nacaradas, mais freq. nos membros e no couro cabeludo". fonte google .( veja no google imagens e ou preste atenção a foto de capa dessa postagem ) 

Um estudo inédito realizado no Brasil, identificou que o impacto da psoríase na qualidade de vida do paciente vai além das lesões visíveis na pele. Publicado recentemente na revista científica Journal of Dermatological Treatment, o APPISOT detectou que mais da metade desses pacientes (53%) sofre com outras complicações relacionadas à enfermidade, caracterizada pelo aparecimento de crostas vermelhas, escamosas e espessas na pele.

No mercado de trabalho o preconceito pode existir levando-se em conta que algumas  lesões ficam nas partes mais  expostas do corpo, isso além de afetar a autoestima ainda vem a preocupação e ou medo das pessoas de afastarem .

"Outros aspectos influenciados pela psoríase são a interação social .O estudo apontou que mais de 40% dos participantes está desempregado. Mais um efeito da doença é o absenteísmo: quanto maior a gravidade da doença, mais dias de trabalho ou estudo perdidos no ano". 

Personalidades da mídia bem conhecidas que tem essa doença são Kim Kardashian e Britney Spears

                                                                         fonte : internet

A doença é confudida com muitas outras, é comum o portador ouvir : É impingem, você caiu e se machucou, você fez uma tatuagem etc 

                                                                       Fonte: internet

Hoje existem alguns tratamentos que amenizam a situação e facilitam e muito a vida do paciente, mas deveria constar na lista de doenças que são isentas de impostos e não está, porque tem parcela do público psoreico que não tem vínculo efetivo de trabalho. Sem contar que doença causa depressão, ansiedade e uma série de outras consequências além das manchas no corpo e descamação.

 

O diagnóstico e a prescrição médica deve ser feita por dermatologista e feito um exame específico para comprovação e seguir o tratamento à risca, ter hábitos saudáveis ameniza em muito os sintomas .

                                                                      fonte: internet

Dia 29 de outubro é o dia mundial de conscientização da psoríase promovido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia-SBD.

Para entender um pouco mais um grupo de 500 pessoas compartilham informações para tentar ter uma vida menos restrita https://www.facebook.com/Psoriase-189228065005851

Lembrando: a doença não é contagiosa, o psoreico pode e deve estar inserido em diversas atividades do cotidiano.


Denunciar publicação
0 Curtidas
0 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você