Comunidade do Estágio
Comunidade do Estágio
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

A PSORÍASE E O MERCADO DE TRABALHO

A PSORÍASE E O MERCADO DE TRABALHO
KARLLA MIRANDA DA  COSTA
out. 30 - 4 min de leitura
000

Para uma parcela da população, mesmo antes da pandemia, se firmar no mercado de trabalho não vem sendo uma tarefa fácil.

Não necessariamente por não terem uma qualificação e sim porque  cerca de 3% da população mundial, sendo 5 milhões de brasileiros são afetados pela doença chamada psoríase .

"É doença cutânea com um componente hereditário, caracterizada pela erupção de placas eritematosas cobertas de escamas esbranquiçadas ou nacaradas, mais freq. nos membros e no couro cabeludo". fonte google .( veja no google imagens e ou preste atenção a foto de capa dessa postagem ) 

Um estudo inédito realizado no Brasil, identificou que o impacto da psoríase na qualidade de vida do paciente vai além das lesões visíveis na pele. Publicado recentemente na revista científica Journal of Dermatological Treatment, o APPISOT detectou que mais da metade desses pacientes (53%) sofre com outras complicações relacionadas à enfermidade, caracterizada pelo aparecimento de crostas vermelhas, escamosas e espessas na pele.

No mercado de trabalho o preconceito pode existir levando-se em conta que algumas  lesões ficam nas partes mais  expostas do corpo, isso além de afetar a autoestima ainda vem a preocupação e ou medo das pessoas de afastarem .

"Outros aspectos influenciados pela psoríase são a interação social .O estudo apontou que mais de 40% dos participantes está desempregado. Mais um efeito da doença é o absenteísmo: quanto maior a gravidade da doença, mais dias de trabalho ou estudo perdidos no ano". 

Personalidades da mídia bem conhecidas que tem essa doença são Kim Kardashian e Britney Spears

                                                                         fonte : internet

A doença é confudida com muitas outras, é comum o portador ouvir : É impingem, você caiu e se machucou, você fez uma tatuagem etc 

                                                                       Fonte: internet

Hoje existem alguns tratamentos que amenizam a situação e facilitam e muito a vida do paciente, mas deveria constar na lista de doenças que são isentas de impostos e não está, porque tem parcela do público psoreico que não tem vínculo efetivo de trabalho. Sem contar que doença causa depressão, ansiedade e uma série de outras consequências além das manchas no corpo e descamação.

 

O diagnóstico e a prescrição médica deve ser feita por dermatologista e feito um exame específico para comprovação e seguir o tratamento à risca, ter hábitos saudáveis ameniza em muito os sintomas .

                                                                      fonte: internet

Dia 29 de outubro é o dia mundial de conscientização da psoríase promovido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia-SBD.

Para entender um pouco mais um grupo de 500 pessoas compartilham informações para tentar ter uma vida menos restrita https://www.facebook.com/Psoriase-189228065005851

Lembrando: a doença não é contagiosa, o psoreico pode e deve estar inserido em diversas atividades do cotidiano.


Denunciar publicação
    000

    Indicados para você