[ editar artigo]

A persistência dos relacionados abusivos na sociedade moderna.

 

Está na hora de problematizar: há um tempo atrás, me deparei com este tema de redação, e desde então, não consegue parar de pensar em como devia escrevê-la. Então, se me permitem dividir aqui com vocês, espero que todos nós possamos pensar um pouco a respeito:

"Segundo a série intitulada "You", do streaming igualmente conhecido, Netflix: "não era amor, era cilada". Decerto, muitas são as produções cinematográficas que ainda utilizam tal abordagem em seus enredos, tanto como uma tentativa de conscientizar, quanto de problematizar a continuidade dos relacionamentos. Produções brasileiras como "Justiça" e "Nada Será Como Antes", apresentaram, igualmente, questões de relacionamentos abusivos para com as personagens principais femininas, no entanto, assim como muitos casos fora da "realidade televisiva", seus destinos foram subjugados pelo feminicídio por seus respectivos parceiros.

Em primeiro lugar, vale-se ressaltar o modo como a herança patriarcal, ainda permanente nesta sociedade contemporânea, carrega deliberada parcela de responsabilidade, visto que, por sua existência, as heranças que hoje persistem possuem um habeas corpus de liberdade. Ademais, deve-se atentar, ainda, para a constante naturalização de eventos abusivos dentro de muitos relacionamentos, estes banalizados e desnecessários de debate. Ditados como "briga de marido e mulher, não se mete a colher" são constantes exemplos de naturalização de possíveis eventos abusivos, uma vez que, em muitos casos, extrema violência estão escondidas em suas alicerces.

Outrossim, vale-se ressaltar os discursos extremistas por posicionamentos políticos, que incitam a contínua estigmatização do lugar da mulher na sociedade, retirados de heranças religiosas. Há inúmeros casos de violência conjugal e abusivos dentro de comunidades estigmatizadas, porém ignoradas, pela falta de visibilidade para com estes habitantes. Questões sociais, permanências de desigualdades salariais e de gênero, contribuem para a constante ocorrência e observação desta problemática, uma vez que, sem um amparo correto de organizações políticas e órgãos governamentais, diversos casos de violência contra mulheres não são denunciados.

Diante do exposto, percebe-se a necessidade de mudanças institucionais graves para com a sociedade, com o intuito de que casos de violência e a permanência de relacionamentos tóxicos e abusivos percam sua diretriz. É necessário uma ação conjunta de órgãos governamentais, tal como a Delegacia Da Mulher e outros Ministérios, com o objetivo de realizar uma série de penas e leis abrangentes no combate contra a violência. Além disso, deve-se utilizar a influência das transmissões midiáticas para conscientizar acerca dos males causados pelo relacionamento abusivo. Apenas por estes meios, o destinos de muitas mulheres podem ter seu querido final feliz." 

Pois é...embora não seja exatamente um texto que nos faça sorrir felizes, há muita coisa que ainda podemos fazer para garantir um verdadeiro final feliz. Nós, como universitários e milênios, somos a nova geração de revolucionários, e acredito eu que estejamos prontos para provocar mudanças. Quem está comigo? 

thatonetomboy10 - thatonetomboy Tumblr Blog | Tumgir

Comunidade do Estágio
Ler conteúdo completo
Indicados para você