[ editar artigo]

7 tópicos que aprendi e aprofundei no meu último processo seletivo

7 tópicos que aprendi e aprofundei no meu último processo seletivo

Você sabia que dá pra aprender sobre gestão de tempo, projetos e muito mais dentro de um processo seletivo??

Tenho passado por diversos processos seletivos em busca de um estágio e nunca imaginei que era possível agregar conhecimentos práticos (além do lance do autoconhecimento) em um processo.

Seth Meyers Lol GIF by Late Night with Seth Meyers

SPOILER: eu estava enganada!!!

Acredito que em todos os processos seletivos, independente de seu modelo, a gente acaba tendo algum aprendizado. Aprendemos sobre a empresa e a vaga, aquela treinada com os testes de inglês e lógica, dependendo do processo até arranhamos uma edição de vídeo pra fazer vídeo-apresentação. Também aprendemos sobre nós mesmos, com as autorreflexões nas perguntas de inscrição e fit cultural.

Essa semana participei do meu primeiro Êxodo, e ele levou o conceito de processo seletivo para outra perspectiva. Pra quem não conhece, de forma resumida, o Êxodo é a trilha de aprendizagem que corresponde a uma das etapas do processo seletivo da AU. Os conteúdos da Trilha são divididos em módulos e rolam num estilo de microlearning, ou seja, são como pequenas pílulas de conhecimento cheias de conteúdo de qualidade, além de disponibilizar links e referências caso você se interesse em aprofundar mais no assunto.

Dog Computer GIF

Confesso que, em alguns processos, batia um sentimento desmotivador ao receber um email generalista contando que não foi dessa vez (vocês também sentem isso?). Dispunha um bom tempo do meu dia conhecendo a empresa e a vaga, redigindo meu currículo, realizando fit cultural, testes de lógica e inglês, fazendo vídeo apresentação e, em alguns casos, não sei nem qual foi o motivo da desclassificação (mandei mal no inglês ou os valores não deram match?). Em alguns deles, o sentimento era que tinha desperdiçado tempo.

No Êxodo, não foi dessa forma. Senti o tempo usado ali como um investimento. Um processo humanizado, que fornece aprendizado e interação entre as pessoas. Ter essa carga de aprendizado ao realizar um processo seletivo me fez sentir valorizada como candidata e (espero) futura SuperEstag.

Além de toda essa carga de conhecimento, rola um vídeo com as futuras gestoras, que contam um pouco suas histórias e explicam de forma resumida o dia a dia da área. Eu que gosto de entender um pouco do ambiente antes de me jogar a fundo achei incrível. Particularmente, a empolgação foi a mil ao ter esse espaço de conhecer um pouco dessas pessoas, suas histórias e o dia a dia do trabalho já mesmo durante o processo.

Pra quem nunca vivenciou o Êxodo, olha alguns dos tópicos que foram abordados lá, que aprendi e me aprofundei muito, e imagina a quantidade de coisa incrível que tinha:

  1. Espírito intraempreendedor
  2. Habilidades importantes para profissional do futuro
  3. Gestão de tempo
  4. LinkedIn (e dicas para usá-lo a seu favor)
  5. Networking
  6. Visão de projetos
  7. Metas SMART, OKR e minimetas

E tinha muito mais!!

Pra fechar com chave de ouro, além de todos esses conteúdos, existe um espaço para discussão com a galera que também está trilhando. Rolou muita interação e isso foi um ponto CHAVE para absorção e aumento do meu aprendizado. Cada pessoa, tendo sua vivência única, trazia dicas e insights muito interessantes e construtivos para as discussões dos tópicos.

Seria muito interessante se todas as empresas pensassem com atenção no estagiário como a Total e diversas outras que estão escolhendo a AU para rodar o recrutamento. Sei que mesmo que eu não passe pra essa vaga de estágio (espero que eu passe), a jornada até aqui foi engrandecedora. Muito insight legal e conteúdo de qualidade pra colocar em prática!

E você, quais suas experiências com processos seletivos? Conta aí pra mim :)

Comunidade do Estágio
Julia Vizotto
Julia Vizotto Seguir

Colunista Oficial da Comunidade. Estudante de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você