[ editar artigo]

5 insights que vão te ajudar a conseguir sua primeira oportunidade como estag

5 insights que vão te ajudar a conseguir sua primeira oportunidade como estag

Dizem por aí que não há nada como o primeiro estágio. A sensação de independência e de que, de repente, você finalmente começa a ser reconhecido pelos esforços que já faz há anos no ambiente acadêmico. O primeiro momento como estag é aquela mistura de sensações, entre uma enorme necessidade de querer abraçar o mundo e, ao mesmo tempo, ainda ter medo de dar passos maiores que as pernas. Como disse Charles Dickens, "era o melhor dos tempos, era o pior dos tempos".

Apesar dos medos acompanhados pelos desafios de se tornar estag, os pontos positivos desse processo superam e muito os negativos. Por isso mesmo que a necessidade de conseguir este título o quanto antes é comum na vivência universitária. Foi pensando nisso que decidi separar uma lista com cinco dicas que podem acelerar o seu processo até conseguir a sua primeira oportunidade. Bora?

1- Conheça o mercado

Você precisa entender o cenário no qual deseja entrar. O mercado está competitivo atualmente? Quais são as principais habilidades daqueles que hoje ocupam as posições que você deseja alcançar? Como eles se capacitam? A compreensão deste espaço será a responsável por garantir que, na hora de uma candidatura, você saiba selecionar as skills que garantirão que os recrutadores dêem uma atenção especial ao seu currículo.

Além disso, é sabendo melhor sobre sua futura área de atuação que você poderá buscar cursos de especialização que enriqueçam as suas candidaturas. Afinal, se você quer, por exemplo, trabalhar com marketing institucional, pode ter certeza que um curso com foco no marketing das maiores empresas do século XXI te colocará à frente de candidatos que sabem apenas o básico sobre o assunto.

 

2- Faça networking

Desde o primeiro dia de aula na faculdade você deve aproveitar toda e qualquer chance de fazer networking, uma vez que muitas das vezes seus professores serão algumas das primeiras pessoas a abrirem portas no mercado para você. Isso se dá pois, além de terem mais experiência, eles sabem reconhecer os alunos que se esforçam e buscam constante evolução, preferindo indicar estes caso eventualmente surja alguma oportunidade profissional.

Outro tipo de networking que pode ser construído dentro das instituições de ensino é aquele com especialistas convidados para as aulas. Vou dar um exemplo. Se o seu sonho é ser jornalista de moda e a sua universidade te proporciona uma palestra com a Diretora de RH Vogue no Brasil, é simplesmente o seu dever ir até lá e, de alguma forma, gerar uma impressão positiva. O que nos leva ao nosso próximo ponto.

 

3- Conheça seu público

Como causar uma primeira impressão 10/10 se você não sabe com quem está conversando? Simplesmente a conta não bate. Por isso, é preciso estar atento às mídias sociais das empresas que são do seu interesse e, claro, investir pesado naquela stalkeada que vai permitir que você crie conexões entre seus futuros recrutadores e assuntos que são de seu interesse. 

Se eu pudesse dar uma dica, ela seria: invista bastante tempo nessa parte do processo. Vale a pena entender quem são as referências daqueles que você enxerga como referência, para que, desta maneira, além de conseguir novas visões sobre temáticas do seu interesse, você tenha uma carta na manga que garantirá uma conexão quase que instantânea logo na primeira entrevista com os responsáveis pela seleção de talentos.

 

4- Monte o seu currículo de acordo com a vaga

Você sabia que, em média, recrutadores passam seis segundos lendo o seu currículo? Por isso, é importante entender que ao montar um documento como este é basicamente contra a lei encher linguiça. Se o tempo para impressionar é curto, você deverá montar o seu currículo de acordo com os principais pré requisitos da vaga estando sempre atento às palavras chave referentes à oportunidade.

Nesse sentido, jogue fora aquela ideia mais tradicional de deixar um currículo guardado em um canto do Drive pronto para ser usado em todas as chances imagináveis. Não dá mais para agir dessa maneira em um ambiente que exige rapidez e esperteza dos concorrentes que conseguem ser selecionados nas triagens de processos seletivos.

 

5- Mesmo sem estágio, acumule experiência

Se engana quem pensa que esta tarefa é impossível, ainda mais nos primeiros anos de faculdade. Invista em trabalho voluntário, em núcleos estudantis, em vagas nas Empresas Jovens perto de você. Tudo vale e tudo conta como experiência para que você não chegue em processo seletivo algum de mãos abanando e, logo de cara, já se destaque em meio aos demais.

Comunidade do Estágio
Ler conteúdo completo
Indicados para você