Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

5 dicas para você falar melhor em público sobre qualquer assunto

5 dicas para você falar melhor em público sobre qualquer assunto
Thiago Costa Tinoco
mar. 22 - 12 min de leitura
0 Curtidas
0 Comentários
0

 

Quem me vê hoje, pode pensar que sempre fui alguém com muita facilidade de falar em público. Afinal de contas, já me apresentei tanto em eventos com muita pessoas, quanto para uma reunião com apenas três. Em todas elas, porém, com a mesma paixão e intensidade. Pois amo a oportunidade de compartilhar conhecimento com outros, isso é algo que de fato coloco meu coração .

Porém, nem sempre foi assim. Eu sei o que é estar diante de uma platéia e não se sair bem, ao ponto de desejar nunca mais falar para pessoas novamente.

Felizmente, houveram outras muitas outras oportunidades e hoje, posso dizer que me sinto muito realizado e feliz, por poder falar sobre algo diante de pessoas.

Sei dos desafios de se falar pessoalmente, mas, levando em conta minha experiência, resolvi criar esse post para te ajudar nisso, compartilho com você, as 5 dicas que me ajudaram a encarar o público com confiança e transmitir com paixão, minhas mensagens.

Essas dicas servirão, tanto para você fazer uma apresentação online de algum trabalho na faculdade nesse tempo de pandemia, quanto para falar com uma platéia depois. Então aproveite.
 

1- Domine o assunto


Não há nada mais desconfortável do que tentar falar sobre um assunto em que não se entende muito bem não é mesmo?

Não compreender bem o que será dito ao público, de fato, vai contribuir muito para o fracasso em falar com pessoas.

Logicamente, você não precisa saber tudo, nem eu, nem você e nem ninguém vai saber. Afinal, estamos todos aprendendo.

porém, ao estar na frente do público, você está assumindo o papel de um professor. Assim, o que se espera, é que você conheça profundamente o tema abordado. E apesar de somente isso, não fazer de ninguém um bom professor, esse é o mínimo requisito para que ele ocupe esse cargo.


Dessa forma, você precisa dominar o assunto ao ponto de conseguir explicar isso à alguém, e a melhor recomendação que posso te dar é, estude muito aquele assunto.

Portanto, seja qual for o assunto pelo qual você vai falar, estude até ter a segurança de poder falar sobre.


2. Se apaixone pelo assunto


Você não estudará profundamente por muito tempo por algo que não é apaixonado.

É a falta de paixão, que faz com que pessoas estudem apenas para passar na prova.

Já quando a gente tem paixão por algo, o estudo não é algo chato e cansativo e além de estudarmos com prazer durante horas sobre aquilo, ainda conseguimos falar sobre isso de maneira natural.

Porém, sei que, existem alguns casos em que não gostamos do assunto e temos de falar sobre ele. É o caso por exemplo, de algum tipo de trabalho, cujo o tema é escolhido pelo próprio professor e temos de apresentar aos colegas.

E aí, será que existe solução pra isso?

Felizmente sim, e não necessariamente você vá passar a amar o assunto, mas poderá gostar do que o compartilhamento daquela informação fará na vida das pessoas, vou te explicar melhor, contando uma experiência minha.

Sempre tive dificuldade com números, contas e matemática. Esse sempre foi o meu "bicho papão" na escola. O que me fez odiar tudo que tem cálculos e números.

Porém, estudando para o Enem de 2019 e não querendo mandar mal na prova de matemática, comecei a tentar aprender essa joça na marra.

Enquanto fazia isso, descobri que o maior problema com a Matemática estava em tentar aprender de maneira isolada de um contexto.

Em outras palavras, números fazem parte da nossa vida, estamos em todo o tempo lidando com eles, e se você olhar ao seu redor nesse momento, deverá encontrá-los em algum lugar aí da tela. E é claro, eles também estão presentes nos problemas da vida, e saber "mexer" com eles, pode ajudar alguém a resolver algumas situações.

Mas o que isso tem a ver com a paixão sobre o assunto Thiago? Você pode me  perguntar (especialmente se for de humanas como eu..rs). Tem tudo a ver, note que, eu consegui enxergar a diferença que trabalhar com números e saber algum cálculo pode fazer na vida de uma pessoa. Agora, transfira isso para o assunto que você não gosta, mas precisa estudar pois terá de fazer uma apresentação.

Reflita como o seu conhecimento compartilhado sobre o assunto, poderá fazer a diferença na vida de alguém.

Não sei quanto à você, mas, amo saber que fui útil à pessoas, e que ao compartilhar algo, ajudei a transformar a vida delas.

Assim, seja lá a mensagem que vou transmitir, se ela pode impactar positivamente a vida de alguém, isso é bom, ainda que o assunto não seja agradável à mim pessoalmente.

Para concluir esse ponto, guarde a seguinte frase:

 

Se apaixone pelo assunto que você vai dizer, e se isso não for possível, apaixone-se pela diferença que ele irá fazer.

 

 

3. Faça um esboço sobre o assunto

Durante o evento, você pode acabar esquecendo pontos ou exemplos que poderiam ter enriquecido ainda mais a sua apresentação .

Esboçar o que você vai dizer, te ajudará a se manter focado somente na apresentação, sem precisar "decorar" tudo o que será dito.

Agora, aqui vão algumas dicas para que você consiga elaborar um esboço.

Criei 3 pontos  simples que batizei como: "esboço dos 3 Cs", para você ter uma ideia sobre o que pode conter no seu esboço:

Começar: O primeiro passo é geralmente o mais difícil, mas vou falar sobre isso um pouco mais adiante. Porém, adianto que, o mais importante no início da apresentação é criar conexão com o público.

Comunicar: Uma vez que você ganhou a atenção do público, é hora de explorar o assunto. Aqui é o momento de ensinar, explicar e falar sobre todos os pontos necessários. Use exemplos (isso ajuda fixar melhor o assunto), para isso, você pode escrever (ou digitar) no esboço: "contar história x ao concluir o ponto b" , por exemplo.

Enfim, lembra do que eu disse sobre dominar o assunto? Pois é! Esse aqui é o ponto em que você é o professor. É a hora de despertar o mestre que existe em você!


Concluir: Existem diversas formas de terminar uma apresentação, às vezes eu gosto muito de deixar uma frase, tanto criada por mim mesmo ou  por outra pessoa, mas que resuma quase tudo que eu disse durante a apresentação.

 Se preferir, pode ser interessante para você fazer um resumo, uma recapitulação sobre os pontos pelos quais falou anteriormente.
Dessa forma, você poderá olhar para os pontos e somente falar novamente sobre eles, ou reescrevê-los resumidamente no esboço.

Uma outra dica, que vai usar o gatilho mental da curiosidade, é retomar uma história que você começou, no início ou no meio da apresentação. (Lembre-se que a história precisa estar em linha com o assunto abordado).

Bom, sinta-se livre para usar a minha forma simples de esboço, ou criar a sua própria, o importante é que você se entenda. Nada pior do que se perder em meio as próprias anotações.

O esboço serve para te facilitar e não atrapalhar.


4. Comece bem o assunto

O início de uma apresentação é uma das partes mais difíceis, afinal, ela pode comprometer todo o assunto.

Porém, tenho algumas dicas para te ajudar. Lembre-se que estou usando a minha experiência, você não precisa se limitar a ela, ainda assim, creio que se isso funcionou para mim, pode funcionar para você também.

No início das apresentações, o ideal não é entrar no assunto diretamente, mas, tentar criar uma conexão com o público. E para isso, se quem te convidou não te apresentar, é legal que você faça isso.

Expresse o quanto você se sente honrado, feliz, privilegiado em poder estar naquele lugar (já estou imaginando a cena pós-pandemia ok?), e o porquê você está ali.

Também fale sobre a importância de tratar sobre o assunto abordado, talvez seja interessante usar dados ou mesmo contar uma história real sua, ou de alguém que teve algum tipo de experiência com o assunto abordado.

No entanto, prefira falar sobre a transformação ou impacto que isso causou em sua vida (ou na da pessoa) no final. Se você fizer isso, despertará a curiosidade (lembra que falei sobre isso na dica anterior?), ao passo que, falar sobre a importância do assunto causará o interesse.


5. Ensaie o assunto

 Essa é a dica mais importante, e por isso deixei ela por último. Se existe algo que me ajudou demais a perder o receio de falar em público foi exatamente isso.

As vezes ensaiamos e treinamos muitas coisas, porém, ao se tratar de falar sobre um assunto na frente de pessoas. Achamos que basta saber sobre ele e tudo tá tudo certo.

Porém, não basta saber compartilhar conhecimento, é importante entender  como fazer isso, e é por essa razão que o ensaio se faz tão necessário.

Mas como assim ensaiar? Você pode me perguntar.

Bom, é bem simples. Busque um lugar em que você fique sozinho (para evitar que te chamem de maluco ao se te verem falando sozinho) e comece a se imaginar no dia, faça sua apresentação várias vezes até sentir segurança e firmeza em você mesmo.

Alguém uma vez disse, que nosso cérebro não consegue discernir o que é realidade e o que não é, se isso for verdade, vale a pena, durante seus ensaios, você imaginar (se quiser pode fechar os olhos) e visualizar o público à sua frente, enquanto você fala.

Agora, nada de imaginar um público desinteressado, sonolento e querendo que você termine logo a apresentação. Crie uma cena de sucesso em sua mente, se veja dominando o assunto, falando com competência, enxergue o público fazendo anotações e com os olhos brilhando, não querendo perder absolutamente nada do que está sendo dito.

Te garanto que se você conseguir ensaiar e criar essa experiência com o público em sua mente, no dia da apresentação, você estará muito mais seguro do que se não  fizesse isso.

 

Conclusão

Que bom que você chegou até aqui, e sabe de uma coisa? Como imagino que você está comprometido em melhorar sua comunicação em público, vou entregar uma dica extra, e essa é bem simples.

Não abra mão da inspiração do momento ao falar sobre o assunto.

Uma coisa que acontece ao transmitirmos conhecimento, é sermos inspirados e aprendermos duas vezes.

Existem coisas durante a apresentação que o ensaio e o esboço não vão nos dar.

Não estou dizendo com isso que você deve ficar no " Fantástico mundo de Bobby" e se perder nos pontos, mas, por outro lado, ao se sentir inspirado, acredito que vale a pena aproveitar o momento, pois ele é inédito e inigualável, e não querer dividir isso com alguém, é de fato furtar dele, uma experiência ainda melhor e mais marcante da sua apresentação.

Enfim, nas apresentações, você terá oportunidades de levar seu público para as nuvens de vez em quando, mas só não se esqueça de trazê-los de volta à terra. ok?

Bom... Por hoje é isso! E aí, como você se sente com essas dicas? Está mais confiante para sua próxima apresentação? Te ajudei? Deixe aí nos comentários, esse espaço é seu, então não economize ok?

Até a próxima!






 


Denunciar publicação
0 Curtidas
0 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você