Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

5 coisas que eu gostaria de saber antes de começar a estagiar

5 coisas que eu gostaria de saber antes de começar a estagiar
Bárbara Beatriz Camello
ago. 4 - 9 min de leitura
2 Curtidas
1 Comentários
0

Quantas vezes a gente traça uma meta sem de fato compreender tudo o que ela envolve? Na maioria desses casos, somos movidos pelo ímpeto de que, uma vez que estejamos fazendo o que temos como objetivo final, uma hora ou outra os planetas vão se alinhar e tudo vai dar certo. 

Gente, uma atualização: isso não passa de um caô muito bem alinhado para convencer quem só foca no resultado a se desligar do processo. Mas te falar, no fim do dia, uma coisa só anda acompanhada da outra.

É muito fácil falar em estágio sem antes pensar em tudo o que essa rotina envolve, todas as mudanças que ela vai inspirar na vida pessoal e acadêmica. Trabalhar com contrato assinado é, claro, um dos principais sonhos dos jovens que cursam a faculdade, principalmente em um espaço onde fica cada vez mais difícil conseguir vagas no mercado formal. Contudo, é preciso que este momento de virada seja encarado como algo que, além de benefícios, poderá trazer também algumas mudanças bastante importantes.

É em busca de auxiliar em relação a essa transição que eu vim aqui contar 5 coisas que eu gostaria que tivessem comentado comigo antes do meu primeiro estágio. São alguns toques que, em primeira mão, podem parecer óbvios, mas que na realidade são facilmente ignorados diante das exigências do mercado de trabalho. Bora lá?

 

1- Ter um estágio significa ser gestor do tempo 

Quando você ingressa no mercado de trabalho pós faculdade, muitas vezes escolhe fazer cursos que possam complementar a graduação. No cenário atual, essas certificações, ainda que opcionais, são essenciais para que você obtenha destaque diante da concorrência. Dito isso, é importante entender a diferença entre esta situação e a enfrentada pelos estags: quando você começa o seu primeiro estágio, estudar não é uma opção, mas sim a sua maior necessidade.

Ser estagiário quer dizer estar comprometido ao máximo com trabalho e faculdade, tendo a certeza de que a sua produção em um não significará negligência em relação ao outro campo. Em razão disso, uma dica de ouro para quem está começando a dividir essas duas responsabilidades por agora é: invista FORTE no planejamento. Às vezes um estágio proporciona tanto conhecimento que só fica perceptível o quanto a faculdade se encontra em segundo plano na época das provas.

Portanto, para conseguirmos então produzir de maneira construtiva no limbo entre estágio e universidade, em geral precisamos de um lembrete quase diário que, apesar da querência, não conseguimos viajar entre as horas para vivenciarmos o mesmo dia mais de uma vez. Ou seja, o que passou, passou, e esta iminência deve ser combustível para que o tempo que temos seja aproveitado da melhor maneira possível.

 

2- Sendo gestor do tempo, você precisa de autoconhecimento

Não basta saber gerir o seu tempo se você não sabe como agir dentro dele para aproveitá-lo ao máximo. Que é preciso deixar separado tempo para o trabalho e para a faculdade a gente já confirmou, mas quando o assunto é separar esse espaço para outros cursos de capacitação e, acima de tudo, para a vida pessoal, muitas vezes os novos estags acabam meio perdidos. Permita-me explicar.

É muito comum que alguém que começou a trabalhar recentemente se enrole com as responsabilidades. Dito isso, uma vez que estas pessoas iniciam um planejamento, muitas vezes elas acabam caindo na armadilha da falsa produtividade. "E o que é isso, Bárbara?" Bom, em resumo, é aquele típico cenário onde fazemos o mínimo convencidos de que estamos nos doando ao máximo. 

Por isso, mais um lembrete: a vida não se resume entre trabalho e faculdade! Se você ainda não está no estágio dos seus sonhos, pode bem reservar um tempo no seu planejamento para investir em cursos que te capacitem para que, um dia, você possa atuar na área que é a sua principal paixão. E, independente da situação, você precisa separar nesse plano um espaço para investir em atividades que relaxam a mente e dão energia para os próximos dias de trabalho. O que funciona para ativar a sua serotonina? Saber a resposta para essa questão pode ser o que vai te ajudar a ter resiliência em relação aos inúmeros desafios que a vida de estag vai te proporcionar.

 

3- Falando em desafios, não tenha medo de errar

A pressão em relação ao primeiro estágio é algo enfrentado por todos e, sem dúvidas, uma das principais razões para nervosismo nesse cenário é o medo em relação às entregas. Quando você nunca teve um gestor, a simples menção de pensar nessa relação pode vir a ser uma grande preocupação, afinal, como ser profissionalmente perfeito em um local novo e para alguém que você acabou de conhecer? A resposta é fácil: não sendo.

Quando você é estagiário, ninguém vai esperar que você entregue projetos 101% perfeitos. Todos sabem que você está em um processo gradual de aprendizado e que, durante este período, é mais do que natural cometer alguns erros. Por isso é preciso que você entenda esse conceito, para que, assim, aproveite ao máximo o processo de aprendizado. 

Quando eu cheguei no meu primeiro estágio fiquei tão focada em fazer as coisas da maneira correta que nunca saia da minha zona de conforto. Apostava sempre no preto no branco para as minhas entregas e nunca me arriscava em trabalhos um pouco mais distantes da minha área de especialidade. Assim, eu perdi muitas oportunidades de me desenvolver e acrescentar ao meu currículo conhecimentos que, hoje, seriam uma bagagem super útil em processos seletivos.

 

4- Você não precisa ter medo do seu chefe

Geralmente quando chegamos a locais novos sempre dá aquele frio na barriga antes de começar a lidar com pessoas diferentes. Quando a pessoa em questão tem o poder de contratar e descontratar quem quiser, a situação piora ainda mais. Como chegar e conversar com o seu chefe de forma natural e sem ameaçar uma futura demissão? (aquele pensamento bem dramático, mas que todo mundo que já vivenciou um primeiro dia sabe como é 🤯)

Bom, é só ser você mesmo. Quem está começando no universo do estágio agora precisa entender que a comunicação é chave para relações saudáveis, inclusive entre gestor e time. Por isso é preciso que as conversas entre você e o seu gestor sejam vistas da maneira mais natural possível, para que assim seja factível extrair o máximo de aprendizado dessa parceria. 

O segredo é que estags precisam ver que os chefes desejam, mais do que qualquer um, que os funcionários se desenvolvam e produzam entregas de qualidade para a empresa. Portanto, quanto maior a proximidade construída entre estagiários e gestores, mais fácil será a identificação de possíveis falhas nos processos da empresa e maior será a evolução profissional dos esags do time.

 

5- Receba feedbacks como presentes

Ninguém consegue ser completamente bom em algo quando tenta pela primeira vez. Por isso, vou te mandar a real: no estágio não será diferente. Você pode dar o seu máximo, mas, ainda assim, provavelmente o seu trabalho precisará de retoques. Por isso valorize os feedbacks dados por cada um de seus superiores, afinal, eles poderão ser chave para que você entenda exatamente onde e como melhorar.

Um erro comum dos estags é levar insights como estes para o lado pessoal. No entanto, é preciso compreender que uma coisa não tem nada a ver com a outra e que feedbacks, sejam eles positivos ou negativos, são sempre novas chances de desenvolvimento. Afinal, veja pelo lado positivo, se o seu chefe não te quisesse ali por mais tempo, ele nem se preocuparia em tentar te transformar em um profissional mais completo 😉


Bom, dicas dadas, vou agora ao insight final. Se você quer entender como os responsáveis por algumas das maiores empresas do Brasil e do mundo, como Tinder, Ambev e McDonald's enxergam o universo do estágio, não perca o Dia do Estagiário, 18/08. Inscreva-se por aqui.


Denunciar publicação
2 Curtidas
1 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você