[ editar artigo]

3 conselhos para jovens ambiciosos em início de carreira

3 conselhos para jovens ambiciosos em início de carreira

Dizem que a Geração Z vai transformar o mundo. Eu discordo totalmente.

Não somos super-heróis de filme que salvam a cidade inteira do caos, até por que não temos super poderes. 

Na verdade, é muito difícil carregar o peso de ajustar todas as besteiras já feitas nesse mundo sem a ajuda de pessoas mais experientes de outras gerações. Até o homem aranha tinha um mentor - o Tio Ben.

Mas se existe uma frase que pode fazer sentido, essa é:

O mundo está transformando a Geração Z.

Aí sim eu concordo.

Se você der uma rápida navegada pela internet, vai encontrar artigos, vídeos e textos produzidos por empreendedores e executivos que integram a Geração X e Y, por exemplo.

Estamos consumindo conteúdos numa escala nunca antes vista de pessoas que já comeram mais arroz com feijão do que nós, com a possibilidade de aplicar esse conhecimento de forma rápida, seja em projetos pessoais ou em empresas - estamos sob a constante influência de pontos de vista de pessoas de outras gerações.

Ao mesmo tempo, é incrível poder observar uma era de transição dentro da própria linha do tempo da Geração Z:

Estamos deixando de ser café com leite e assumindo grandes responsabilidades dentro da nossa vida profissional.

Em outras palavras, estamos cometendo erros totalmente novos, abrindo espaço para aprendizados totalmente novos também.

Por isso esse artigo ganhou vida:

Para unir a Geração que não vai mudar o mundo sozinha em torno de aprendizados que vão nos ajudar a enfrentar futuros desafios de forma sábia.

 

1 - Nunca case antes do primeiro beijo

Envolver duas famílias, religião e Estado não é brincadeira. É preciso que os noivos estabeleçam uma relação de sentimentos recíprocos a ponto de celebrar um casamento e construir uma família saudável e feliz. 

Pois é, isso também vale para o mundo dos negócios.

Vão surgir convites na nossa jornada profissional para subir ao altar antes mesmo de dar o primeiro beijo, muito por conta da nossa ambição e pela característica de assumir riscos enquanto somos jovens. Muito cuidado!

A proposta pode ser tão sedutora a ponto de você considerar aceitar.

Por isso, é fundamental ter em mente que quando um parceiro de negócio te inclui nos planos dele, ele automaticamente é incluído no seu. É um casamento.

E aqui entra a importância de conhecer a fundo as pessoas que fazem negócios com você, pois o pior cenário possível é perceber que seu parceiro de negócio não é nada daquilo que te disse, ou te prometeu ser - a única saída é o divórcio.

O networking é um ativo fundamental para qualquer pessoa e você deve investir pesado nisso, mas no início da sua jornada, procure estabelecer relações profissionais com aquelas pessoas que você confia ao invés de apostar fichas em um “contato frio” que pouco sabe sobre você e vice versa.

Pode parecer algo óbvio e que casar antes do primeiro beijo nunca vai acontecer com você. Mas nunca duvide da capacidade da ambição em abafar nossa intuição.

 

2 - Enxergue-se como uma Marca Pessoal

Essa é a verdade:

Todos nós somos canais de mídia

As redes sociais jogaram o custo de distribuição de conteúdo a praticamente zero, democratizando a capacidade de consumir e produzir conhecimento - agora, o que está em jogo é forma como você usa as mídias digitais.

Todo conteúdo que você compartilha no Linkedin, Instagram, Facebook ou Tik Tok serve para te ajudar a atingir um objetivo. Seja se relacionar com outras pessoas ou vender os doces que sua mãe faz.

Utilizar as rede sociais como uma forma de empreender a própria carreira é algo que pouquíssimos jovens da Geração Z levam a sério. Essa é uma grande oportunidade.

Se enxergar como uma Marca Pessoal significa olhar as redes sociais como uma forma de aumentar a percepção de valor do seu trabalho aos olhos de possíveis recrutadores ou parceiros de negócio.

As redes sociais só existem por conta da interação entre pessoas, ou seja, é a chance que você tem para se conectar com pessoas relevantes dentro do seu projeto de carreira e gerar valor através das suas reflexões e análises em forma de conteúdo.

Não importa se você deseja seguir uma carreira corporativa ou começar seu negócio hoje mesmo, no final do dia, é você por você.

Você é seu maior ativo. Invista na sua Marca para que não seja percebido como um commodity.

 

3 - Saiba quanto custa sua hora de trabalho

Na minha opinião, trabalho significa a principal ferramenta para sustentar seu estilo de vida. 

Somos jovens, mas não seremos jovens para sempre. E isso quer dizer que precisamos saber precificar nosso trabalho como “gente grande”.

É necessário entender quanto custa o investimento de tempo e energia no seu trabalho para que seja possível traçar uma rota em direção ao estilo de vida que você quer ter.

Se você deseja morar sozinho numa cobertura em Ipanema, é necessário ter em mente alguns cálculos básicos para saber quanto precisa receber para se manter nesse padrão de vida.

 

A maioria de nós não tem noção desse valor e acaba vendendo o tempo e o conhecimento adquirido de forma muito barata. 

Nenhum leilão começa sem um valor inicial. Trabalhar sem saber quanto vale sua hora é leiloar sua mão de obra com um lance inicial de R$ 0 - qualquer outro lance acima desse valor pode parecer bom o suficiente.

Por isso, gaste a ponta do lápis para chegar nesse valor e saiba como argumentar com um possível empregador ou cliente para defender seu ponto de vista (se você investe na sua Marca Pessoal, pode ser que nem precise de muito esforço para convencer).

 

E agora?

Essa é a expressão mais utilizada por nós, jovens nativos digitais.

A verdade é que à medida que os pesos sob os ombros aumentam, precisamos estar mais fortes na nossa base para suportar a carga.

Por mais que eu não acredite que a nossa geração não vai mudar o mundo sozinha, eu acredito que devemos ser os agentes de transformação da nossa própria vida para conseguir colaborar com as pessoas ao nosso redor. 

Nossa capacidade de mudar o mundo aumenta na medida em que expandimos nossa consciência.

 

Se algum ponto desse artigo ajudou a expandir sua consciência, deixe um comentário para eu ficar sabendo.

E é por isso que criei o Rota Alternativa Podcast - para incentivar a galera jovem a utilizar as redes sociais ao seu favor, com estratégia. Se você achou esse artigo relevante, com certeza vai se amarrar nos conteúdos curtos, objetivos e diretos que tenho produzido lá.

Estamos no Spotify e em outras plataformas digitais também.

Se quiser receber os episódios em primeira mão por e-mail, basta se inscrever na Comunidade Rota Alternativa.

OBS: Esse artigo também está no meu Linkedin - se ainda não estamos conectados, ta esperando o que pra se conectar comigo? ;)

Comunidade do Estágio
Ler conteúdo completo
Indicados para você