[ editar artigo]

Eu não sou a pessoa mais inteligente da sala.

Nós sempre queremos ser ‘’a pessoa mais inteligente da sala’’, mas algumas vezes, apenas não somos.

Quando falamos de pessoas bem-sucedidas, pensamos em Bil Gates, Steve Jobs.. pessoas que pensaram em algo inovador e transcendente ao mercado ou ao mundo em que vivíamos. Quando pensamos em uma prova difícil na Universidade, pensamos sempre naquele ‘’nerd’’ da sala e apesar de não ter estudado, tirará 10.

A pessoa mais inteligente da sala, nasceu com o dom de ‘’absolvição de aprendizagem rápida’’, é ótimo. É invejável. Mas infelizmente, não somos todos assim. E se você não for essa pessoa, como agirá?

Eu sempre ocupei o posto de ‘’Segunda mais inteligente da sala’’, eu odiava isso. Eu queria ser a mais inteligente da sala. A ocupante desse posto, era minha amiga que conseguia aprender tudo, só bastava assistir um tutorial no Youtube que ela conseguia construir uma casa de 5 andares sozinha.

Eu não. Eu era a esforçada. A determinada. A estudiosa. Antes, eu odiava, queria ser a mais inteligente da sala. Mas hoje eu sinto orgulho. Eu continuo não sendo a pessoa mais inteligente da sala, continuo não sendo a profissional mais inteligente do trabalho. Mas apesar disso, eu sou a melhor profissional que eu posso ser. Dedicada, determinada, estudiosa e com aquele anseio de "querer mais’’.

Somos pessoas normais e não o 8% de pessoas que possuem aprendizagem rápida. Não vale a pena nos compararmos a eles. Isso não quer dizer que você não possa ser um profissional de excelência. Isso não quer dizer que não possamos construir algo inovador, grandioso e eterno no mundo. Aliás, lembre-se: Bil Gates e Steven Jobs não era as pessoas mais inteligentes da sala.

Comunidade do Estágio
Lis de Morais
Lis de Morais Seguir

Estudante de Comunicação Social. Apaixonada por literatura e poesia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você